Condições de balneabilidade das praias gaúchas começam a ser divulgadas nesta sexta

Serão monitorados 90 pontos em 82 balneários e praias distribuídos em 42 municípios


0
Foto: Fepam/Divulgação

Nesta sexta-feira (17), o Departamento de Qualidade Ambiental da Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) inicia a divulgação de dados sobre a balneabilidade das praias e balneários do Rio Grande do Sul durante a temporada de verão, até 4 de março, sempre no último dia útil da semana. Serão monitorados 90 pontos em 42 municípios. Além da informação disponibilizada no site do estado.rs.gov.br, haverá placas indicativas em cada um dos pontos de coleta e análise de material. Se a sinalização for “impróprio”, significa que a água está contaminada.

Do contrário, é porque não há restrição (salvo em locais que apresentem outros problemas, como o risco de afogamento). Os veranistas também poderão consultar a situação no aplicativo do Sistema de Balneabilidade, através do site procergs.com.br. Essa opção apresenta uma vantagem adicional: informações atualizadas sobre previsão do tempo e condições do mar. A análise das condições bacteriológicas nas praias e balneários tem como parâmetro o índice de presença da bactéria “Escherichia coli”.

De forma resumida, a analista geóloga Cátia Luisa Gayer Vaghetti, da Fepam, explica como isso funciona: “O microrganismo habita o trato intestinal de humanos e outros animais de sangue quente. Sua presença em abundância na água representa um bom indicador de contaminação por fezes [lançadas por esgotos], havendo assim risco de doenças no local”.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui