O 1º Festival de Cinema de Lajeado colocou o Vale do Taquari na rota nacional da produção audiovisual. O evento realizado na última quinta-feira (30), sexta-feira (31) e sábado (1º) contou com mais 330 inscritos, onde foram selecionados 55 títulos para mostra competitiva. A atriz Julia Lemertz foi personalidade homenageada nesta primeira edição.

A partir do projeto Exportando Belezas que Lauro Bergesch idealizou o evento na união do turismo com o cinema. Passado o festival, ele projeta a realização de um novo filme. “Provavelmente vai sai um longa metragem que vai representar os nossos antepassados durante todo o circuito da imigração”, afirma.

Já um dos organizadores, Ronaldo Zarpelon observa a riqueza das discussões. “Os debates foram muito ricos e demonstraram a nossa capacidade de refletir a situação do cinema brasileiro”, pontua.
A cerimônia do último sábado (1º) foi conduzida pelo jornalista Roger Lerina, a cerimônia marcou a premiação de 13 filmes em 21 categorias. O grande vencedor da noite foi o curta “Boa noite, Charles”, dos irmãos Eduardo Carvalho e Marcos Carvalho, com o troféu de melhor filme desta edição.

O 1º Festival de Cinema de Lajeado já está no mapa da Agência Nacional de Cinema (Ancine) e buscou dar visibilidade às obras de curta-metragem, além de incentivar o turismo no Rio Grande do Sul por meio da divulgação de suas belezas naturais às quais o projeto está ligado. A mostra competitiva teve quatro categorias: animação, documentário, experimental e ficção. A expectativa é que o evento retorne no mês de março de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui