Conheça a ozonioterapia, o ‘gás da beleza’

As suas principais utilizações são como terapia complementar nos tratamentos estéticos e no aumento da imunidade.


0
Ani Garbin e a apresentadora Aline Silva (Foto: Tiago Silva)

No Papos de Mulher deste sábado (1º), apresentadora Aline Silva recebeu na bancada do programa a estetacosmetóloga Ani Garbin, diretora do Centro Estético Terapêutico Vivendi em Lajeado. Ela destacou os tratamentos complementares de beleza, estética e saúde com ozônio, a ozonioterapia. Ani chama de “gás medicinal”.

“O ozônio é um gás medicinal. O oxigênio, ele passa por um aparelho e, nesse aparelho, ele recebe uma descarga elétrica, dividindo as moléculas de oxigênio, se transformando em O³: três moléculas de oxigênio, que é o ozônio. É esse gás que vai fazer todos os efeitos no nosso organismo”, explica.


ouça a entrevista

 


Conforme ela, a técnica é usada há mais de 130 anos, foi muito utilizada durante a Segunda Guerra Mundial para cuidar das feridas dos soldados, e atualmente é utilizada como tratamento complementar à Covid-19, para aumentar a imunidade do paciente.

Ani lista os benefícios da ozonioterapia: aumento da imunidade, antibactericida e fungicida, anticéptico, lipolítico, analgésico e cicatrizante.

A especialista explica que o ozônio entra pela corrente sanguina e vai dentro da célula do ser humano, para promover o equilíbrio do organismo e oxigenar as células do corpo.
Atualmente, as suas principais utilizações são como terapia complementar nos tratamentos estéticos e no aumento da imunidade.

Formas de aplicações

A aplicação pode ser feita de algumas formas. As mais comuns são:

  • injeção subcutânea: o gás é injetado sob a pele
  • auto-hemotransfusão: o sangue do paciente é retirado do organismo, misturado ao O3 e, depois, reintroduzido
  • aplicação externa: gás de ozônio é vaporizado diretamente na pele
  • óleos ozonizados: aplicados localmente por meio de massagem.

Saiba mais

O Centro Estético Terapêutico Vivendi está localizado na Rua Bento Gonçalves, 801 – sala 601 (Edifício Albert Sabin), no centro de Lajeado. Todos os atendimentos são realizados em salas individuais, preservando sua privacidade. As avaliações, gratuitas, podem ser agendadas por WhatsApp (51) 9 9551-7573, telefone (51) 3011-3007, além do email esteticavivendi@gmail.com.


Deputado detalha o Comitê Gaúcho Eles Por Elas

A apresentadora Aline Silva também conversou nesta edição do ‘Papos’ com o deputado estadual Edegar Pretto (PT). Ele é coordenador do Comitê Gaúcho Eles Por Elas (He For She) da ONU Mulheres. Ele explicou que faz comitê e o objetivo da campanha “Máscara Roxa”, para denunciar violência doméstica com a participação das farmácias.


ouça a entrevista


Nutricionista Mariane Halmenschlager

Papos Com Quem Sabe

O quadro “Papos Com Quem Sabe” deste sábado (1º) é com a nutricionista clínica Mariane Halmenschlager. Ela é especializada em comportamento alimentar e, hoje, aborda o assunto “como manter uma rotina alimentar mais saudável”. Ouça!

 


Estilo, por Douglas Petry

Todo sábado, o consultor Douglas Petry traz um conteúdo especializado em moda, arte, decoração, estilo e bom gosto.

Na pauta de hoje, Douglas aborda o dilema: “Usar brilho durante o dia?” Ouça e saiba como sair desse impasse!

 


Na Cozinha: Mil-folhas de batata

com Daniel Bortolini

 

Ingredientes 

  • 1 kg de batata (cerca de 5 unidades)
  • 3 ramos de tomilho
  • ¼ de xícara (chá) de azeite
  • 1 colher (chá) de sal (sugestão)
  • Pimenta-do-reino moída na hora (de preferência) a gosto
  • Azeite para untar o refratário

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 220 ºC (temperatura alta). Unte com azeite um refratário quadrado de 17 cm. Lave bem a casca das batatas sob água corrente e seque com um pano de prato. Com um fatiador de legumes, corte as batatas em fatias finas e longas, no sentido do comprimento. As fatias devem ter cerca de 3 milímetros cada.Transfira as batatas para uma tigela grande, junte os ramos de tomilho debulhados, tempere com o sal, pimenta a gosto e regue com o azeite. Misture bem com as mãos para soltar as fatias e envolver toda a superfície com azeite.

Para a montagem, disponha as fatias de batatas no refratário untado, de forma perpendicular ao fundo, uma sobreposta a outra até preencher todo o refratário. Como dica, vá segurando as batatas com uma das mãos e encaixando as outras, assim elas permanecem de pé e não escorregam para o fundo do refratário. Não se preocupe em deixar as batatas retinhas, pode ser bem rústico mesmo.

Cubra o refratário com um pedaço de papel alumínio e leve ao forno para assar por 20 minutos. Retire o papel alumínio e volte o refratário ao forno para assar por mais 40 minutos, até as batatas ficarem bem douradas nas pontas e macias no centro. Sirva a seguir.

Receita e imagem: panelinha.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui