Conheça a trajetória de João Batista Gasparotto, com carreira política em três municípios do Vale

Gasparotto foi vereador por Pouso Novo e Arroio do Meio, e prefeito de Arroio do Meio e Capitão. Atualmente com 86 anos, ele está aposentado da vida pública


0
Foto: Matheus Fraga

No estande móvel montado na Rua Coberta de Arroio do Meio, em comemoração aos 87 anos do município, o programa Redação no Ar conversou com o João Batista Gasparotto nesta sexta-feira (26). Aos 86 anos, ele tem uma vasta carreira política na região: foi vereador por Pouso Novo em 1968, quando ainda era distrito de Arroio do Meio; em 1972 se elegeu para a Câmara de Arroio do Meio, município do qual foi prefeito de 1977 a 1982; e em 1992, foi eleito primeiro prefeito do recém-criado município de Capitão.

Gasparotto também presidiu a Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) em 1979. Nesta quinta-feira (25) ele foi um dos homenageados nos 60 anos da entidade.

 

O político aposentado diz que o reconhecimento nas urnas se deve ao trabalho que desenvolveu enquanto era vereador e secretário de obras. “Pela maneira que eu atendi o povo, eles devem ter gostado e aí eu ganhei as eleições”, acredita.

No total, segundo seus cálculos, Gasparotto ficou 27 anos na vida pública de Arroio do Meio, e 6 em Capitão. Ele diz que, até hoje, quando sai nas ruas, muita gente o reconhece dos tempos passados. Porém, admite que a memória falha de vez enquanto.

Ao recordar os anos de 1960 a 1980, Gasparotto diz que Arroio do Meio era pequeno, sem recursos e empregos, bancos públicos e creches. “Isso tudo eu comecei devagarinho e fiz”, afirma. Ele destaca entre seus feitos a abertura de novas empresas, fato que estimulou empresários locais, até aquela época menores, a ampliarem as suas atividades.

No aspecto regional, o ex-prefeito e ex-vereador nota que os prefeitos e os municípios já tinham a característica de se ajudar. Ele só lamenta que o turismo, hoje em evidência, não tenha tido tanto destaque na agenda das lideranças regionais décadas atrás.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui