Conmebol anuncia que Brasil será sede da Copa América de 2021

Pesou a favor do Brasil a expertise da organização da última Copa América. Além disso, outro argumento utilizado foi o fato do país ter mais estádios em boas condições


0
Copa América seria em 2020, na Colômbia e Argentina, mas foi adiada para 2021 (Foto: Getty Images)

Em reunião na manhã desta segunda-feira (31), a Conmebol avaliou propostas e definiu Brasil como nova sede do torneio. O anúncio foi feito após encontro do conselho da entidade, no Paraguai. No noite do domingo (30), a Argentina abriu mão de sediar o torneio em razão do recrudescimento da pandemia de Covid-19 no país.

Ainda não foram revelados em quais estádios o torneio será disputado ou se haverá mudança nas datas. A Conmebol prometeu revelar mais informações ainda nesta segunda.

A mudança na sede não foi o primeiro obstáculo para esta edição do torneio. Inicialmente, a competição estava prevista para acontecer tanto na Argentina quanto na Colômbia.

As coisas começaram a degringolar no último dia 20 de maio, quando a entidade anunciou a retirada da Colômbia como sede. A Conmebol, no último dia 20, chegou à conclusão de que o país, agitado por protestos sociais, não reunia condições de receber as partidas do torneio.

A decisão foi anunciada um dia depois de uma grande manifestação contrária à Copa América, em Bogotá.

Dez dias após a retirada da Colômbia como sede, foi a vez da Argentina. O governo argentino se adiantou ao comunicado oficial da entidade sobre a não realização da competição em seu território.

Após o anúncio da suspensão, no domingo, a Conmebol afirmou que analisaria as ofertas de outras sedes possíveis.

Os Estados Unidos eram vistos como uma alternativa, mas foram descartados por questões logísticas. Não haveria tempo de expedir vistos para todas as delegações. Ainda existiria problemas por causa da situação da pandemia em território sul-americano. No país da América do Norte, cerca de 40% da população já está imunizada, um enorme contraste com os países ao Sul.

Pesou a favor do Brasil a expertise da organização da última Copa América, em 2019 (vencida pela Seleção). Além disso, outro argumento utilizado foi o fato do país ter mais estádios em boas condições para os jogos das equipes nacionais sul-americanas. De acordo com a confederação, as datas de início e término do torneio estão confirmadas — 11 de junho e 10 de julho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui