Conmebol estuda prorrogar paralisação da Libertadores

Entidade projetava reiniciar o torneio em 5 de maio, mas data deve ser abandonada.


0

No momento que a Conmebol anunciou a paralisação da Libertadores até o dia 5 de maio, a entidade trabalhava com um cenário positivo quanto à pandemia de coronavírus na América do Sul. Ainda não há uma previsão em relação a uma nova data para o retomada da competição, mas a entidade vai estender esse prazo nos próximos dias.

Todos os dez países sul-americanos apresentam crescimento no número de casos de coronavírus e, além disso, há movimentos que deixam claro que o futebol não retornará tão cedo.

Para conter o avanço da Covid-19 as fronteiras entre os países estão fechadas. A Conmebol, inclusive, antecipou até 60% dos valores das cotas por participação na fase de grupos para amenizar a crise financeira dos clubes. A dupla Gre-Nal recebeu 3 milhões de dólares pelos três jogos em seus respectivos estádios.

Além da Libertadores, todas as demais competições estão paralisadas. Mais do que os problemas econômicos, haverá um acúmulo de jogos quando as autoridades sanitárias liberarem os grandes eventos esportivos.

Inter e Grêmio defendem a manutenção das competições, principalmente, por um motivo: se elas não acabarem ou ficarem mais curtas, as cotas de TV, que significam pelo menos 30% das receitas dos clubes, não serão pagas em sua totalidade.

Fonte: Correio do Povo


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui