Construmóbil 2017 será lançada em junho

Presidente da feira, Marcos André Mallmann, fala sobre novidades para 2017.


0
Foto: Kainan Oliveira

Realizada a cada dois anos, a Construmóbil 2017 ocorre de 26 de setembro a 1 de outubro. Considerada uma das maiores feiras do setor da construção civil, a Construmóbil será lançada oficialmente no dia 02 de junho, e possui o tema envolta da construção colaborativa.

De acordo com o presidente da feira, Marcos André Mallmann, o momento de crise é propício para o investimento do empresariado. Segundo ele, nessas horas é que se mostram os diferenciais para o mercado. “A Construmóbil vem nesse sentido, apresentando para o mercado as possibilidades para que todos empreendedores e empresários levem para seus clientes e consumidores o seu melhor”, cita.


ouça a entrevista


Com cerca de 90% dos espaços já comercializados, a feira tem um formato dinâmico e moderno, que, segundo Mallmann, vem atraindo expositores e visitantes de várias regiões do Rio Grande do Sul. Assim, a cada edição, a feira vem crescendo e se consolidando no cenário gaúcho por sua capacidade de gerar negócios e antecipar tendências. “Estamos apostando em algo inovador”, cita.

Entre as mudanças definidas para a feira de 2017 está o novo layout do Pavilhão 1. O local vai conciliar negócios e gastronomia, já que será ocupado por expositores e também vai acomodar lancheria, cafeteria, choperia e mesas e cadeiras para bate-papo, descanso e lazer do público. Outra novidade diz respeito à Mostra Arquitetura & Design, no Pavilhão 3, a qual reúne inovações e tendências para espaços residenciais e comerciais. A exposição deste ano segue o tema proposto pela feira e convida expositores para um trabalho coletivo, envolvendo todos na criação do perfil e desenvolvimento dos espaços.

A Construmóbil é coordenada pela ACIL-Associação Comercial e Industrial de Lajeado (ACIL), com os apoios da Prefeitura Municipal e da Câmara de Vereadores de Lajeado. Em 2015 a feira contou com 250 expositores, além de 21 mil pessoas circulando pelo Parque do Imigrante e R$ 29 milhões fechados em negócios. KO/AI

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui