Contratações do BRDE somam R$ 322 milhões em novos investimentos no Rio Grande do Sul

Projetos contemplam obras em municípios, geração de energia, turismo e agronegócio


0
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Reunindo setores como cooperativas, empresas geração de energia com fontes renováveis, complexos turísticos e prefeituras, a assinatura ocorreu no Palácio Piratini e contou com a participação do governador Eduardo Leite e do secretário de Desenvolvimento Econômico, Edson Brum. Refletindo o bom momento do agronegócio e a retomada mais forte das atividades, o BRDE deverá fechar 2021 se aproximando da marca de R$ 1,3 bilhão em financiamentos apenas para o RS.

“Essas operações se refletem também em geração de emprego e renda. Seja nas mãos da iniciativa privada ou das prefeituras, significam obras, investimentos e compra de equipamentos que trazem benefícios tanto para as empresas e seus negócios como para a arrecadação municipal e estadual, movimentando o ciclo virtuoso da economia. O BRDE fecha o ano com esse volume expressivo de operações de financiamento para o Rio Grande do Sul que, somado aos investimentos que o Estado está promovendo, faz com que tenhamos a expectativa de um 2022 de grandes resultados para o nosso Estado”, afirmou o governador Eduardo Leite.

Além de crédito para investimentos para os quais o banco se valeu de diferentes fundings, os contratos incluem linhas de capital de giro – que ganhou espaço entre as operações por conta dos impactos da pandemia. Do total de R$ 322 milhões, os contratos voltados ao agro representam R$ 76,4 milhões. Destaque para os projetos de um frigorífico de frangos da Cooperativa Languiru e da ampliação das unidades da Cotricampo localizadas em Derrubadas e Humaitá. Neste ano, o banco soma mais de R$ 270 milhões em crédito contratado por produtores gaúchos.

Com foco em áreas estratégicas ao desenvolvimento econômico e melhorias na infraestrutura urbana, o BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) assinou, nesta quarta-feira (15), um conjunto de operações que somam R$ 322 milhões em novos investimentos no Rio Grande do Sul. Reunindo setores como cooperativas, empresas geração de energia com fontes renováveis, complexos turísticos e prefeituras, a assinatura ocorreu no Palácio Piratini e contou com a participação do governador Eduardo Leite e do secretário de Desenvolvimento Econômico, Edson Brum. Refletindo o bom momento do agronegócio e a retomada mais forte das atividades, o BRDE deverá fechar 2021 se aproximando da marca de R$ 1,3 bilhão em financiamentos apenas para o RS. Além de crédito para investimentos para os quais o banco se valeu de diferentes fundings, os contratos incluem linhas de capital de giro – que ganhou espaço entre as operações por conta dos impactos da pandemia.

Do total de R$ 322 milhões, os contratos voltados ao agro representam R$ 76,4 milhões. Destaque para os projetos de um frigorífico de frangos da Cooperativa Languiru e da ampliação das unidades da Cotricampo localizadas em Derrubadas e Humaitá. Neste ano, o banco soma mais de R$ 270 milhões em crédito contratado por produtores gaúchos.

Fonte: O Sul

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui