Contribuintes têm até 27 de agosto para regularizarem suas dívidas com a Prefeitura de Lajeado

“Quem tiver débitos, deve procurar a regularização porque uma oportunidade como essa não vai se repetir provavelmente nos próximos quatro anos”, ressalta o secretário Guilherme Cé


0
Secretário da Fazenda de Lajeado, Guilherme Cé (Foto: Tiago Silva)

Os contribuintes têm até 27 de agosto para regularizarem suas dívidas com a Prefeitura de Lajeado. A administração municipal lançou, em 31 de maio, o Programa de Renegociação da Dívida Ativa Municipal – Dívida Zero 2021. Até esta segunda-feira (16), mais de R$ 5 milhões foram recuperados, em débitos pagos à vista ou parcelados.

“O Dívida Zero é uma oportunidade para os contribuintes inadimplentes com débitos anteriores a 2021 buscarem a regularização com desconto”, explica o secretário da Fazenda de Lajeado, Guilherme Cé. “Depois desse prazo não é mais possível esses descontos. E é importante reforçar: um programa desse tipo será o único nos próximos 4 anos. Quem tiver débitos, deve procurar a regularização porque uma oportunidade como essa não vai se repetir provavelmente nos próximos quatro anos”, ressalta.

A expectativa da prefeitura é que nos próximos dias entre R$ 2 e R$ 3 milhões sejam renegociados, se aproximando dos R$ 9 milhões repactuados com os contribuintes inadimplentes. A maior parte dos débitos são em Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), com dívidas entre R$ 1 mil e R$ 2 mil.

Há também em Imposto Sobre Serviços (ISS) para pessoas jurídicas (PJ). Nesse caso são menos devedores, mas com valores mais consideráveis.

O secretário explica que a chamada dívida ativa de Lajeado superava os R$ 90 milhões antes do programa de renegociação. A maior parte do saldo é histórico, entre 10 e 20 anos, de empresas que faliram e não têm mais patrimônio para ser compensado, o que dificulta inclusive as cobranças via judicial.

Em função disso, Guilherme Cé força a ideia da atual administração municipal de cobrar os débitos novos de forma ágil e evitar que eles se acumulem a um ponto que tornam-se incobráveis “para evitar uma bola de neve”.

Conheça as condições do Dívida Zero:

  • Pagamento à vista, em uma única vez, com desconto de 80% nas multas e nos juros;
  • Parcelamento em até 40 meses, com desconto de 60% sobre juros e multas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui