Coronavírus: a ‘última cartada’ de Nova York para tentar conter segunda onda

Os Estados Unidos estão vivendo um aumento no número de casos do coronavírus.


0
Foto: Pexels / Reprodução

Nova York adotou novas restrições para conter o coronavírus e o prefeito Bill de Blasio alertou que esta é a “última chance” da cidade impedir uma segunda onda de contaminação.

Bares, restaurantes e academias devem fechar até as 22h e as pessoas só podem se reunir em grupos de até 10 pessoas. Os Estados Unidos estão vivendo um aumento no número de casos do coronavírus — com um recorde de 65.368 americanos hospitalizados na quarta-feira.

O Covid Tracking Project também identificou um recorde de 144.270 novos casos.
Em média, mais de 900 pessoas estão morrendo por dia por conta da doença.
Mais de um milhão de novos casos em novembro elevou para mais de 10 milhões o número de casos em todo o país, com 233.080 mortes até agora.

Os EUA têm registrado mais de 100 mil novos casos por dia nos últimos oito dias, o que os especialistas dizem ser um surto pior do que os registrados na primavera e no verão.
Especialistas alertam que hospitais em todo o país podem ficar sobrecarregados em breve.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui