Corpo de lajeadense deve ser cremado na Austrália

Daiane Pelegrini foi assassinada no dia 3 de agosto.


0
Foto: Reprodução / Facebook

O corpo da lajeadense Daiane Pelegrini (33), morta a facadas dentro de casa em Sydney, na Austrália, na tarde da segunda-feira, dia 3 de agosto, deve ser cremado. A família pretende deixar o corpo da estudante de Enfermagem próximo da filha, de sete anos, com quem vivia.

Conforme a familiar, o cadáver deve levar de 20 a 30 dias para ser liberado pelas autoridades locais. Um homem de 25 anos, com quem a gaúcha havia mantido um breve relacionamento, foi preso no local do crime.

Daiane foi morar em Sydney em 2016 com o então marido e a filha. Após cursar dois anos de inglês, passou a estudar Enfermagem. Ela estava separada do marido desde janeiro, mas eles estariam se reaproximando.

O homem que esfaqueou Daiane estava dentro da casa quando ela chegou, acompanhada de um amigo. Ela foi surpreendida. O amigo se defendeu, fugiu e chamou a polícia.

Quando foi preso, o suspeito aguardava a polícia na varanda da casa. A vítima e o homem haviam se encontrado algumas vezes. A uma amiga, Daiane teria comentado que fez um boletim de ocorrência contra o suspeito, pois estava sendo perseguida.

Daiane Pelegrini nasceu em Lajeado e era a caçula de três irmãos. MS/GaúchaZH

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui