Corpo de lajeadense que morreu no Pará chega a Lajeado neste final de semana

Pousada em que grupo de Lajeado estava hospedado estaria irregular, segundo Ministério Público Federal


0
Raul Augusto Maffacioli, de 61 anos (Foto: Arquivo pessoal / Divulgação)

Chegou neste sábado (6), a Santarém, o corpo do lajeadense Raul Augusto Maffacioli, de 61 anos, que desapareceu na última quarta-feira (3), durante um passeio com um grupo de amigos para praticar pesca esportiva no Rio Trombetas, no município de Oriximiná, no oeste paraense. Maffacioli foi encontrado pelos bombeiros na tarde de sexta-feira (5) e levado para a pousada Paraíso do Trombetas, onde o grupo estava hospedado. De lá, o corpo foi trasladado pela equipe da Marinha até a sede do município. De acordo com informações repassadas pela Capitania Fluvial de Santarém, ainda no sábado o corpo seria levado para Lajeado, sua cidade natal.

As buscas iniciaram na quarta-feira, pela Marinha e pelos bombeiros, que de maneira incansável, localizaram o corpo. Raul Augusto Maffacioli fazia parte de um grupo de 12 turistas de Lajeado e um alemão que estavam hospedados na pousada Paraíso Trombetas que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), funciona dentro de territórios indígenas. A pousada está na lista de estabelecimentos que atuam no ramo de hospedagem que deveriam suspender suas atividades por determinação do MPF.

A pousada teria sido construída, assim como outras seis, sem outorga das autoridades ambientais. A recomendação do MPF, feita em julho deste ano, é para que a Prefeitura de Oriximiná suspenda todas as atividades desses estabelecimentos que funcionam ao longo do Rio Trombetas.

A pesca esportiva é uma das principais atividades nessa região devido à sua diversidade de espécies, que atraem amantes dessa modalidade de várias partes do país e do mundo. CC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui