CPI investigará fatos correlatos, com relator do MDB e sessões presenciais

Discussão se dá após o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, determinar a instalação da CPI no Senado


0
O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados)

Nas conversas com líderes partidários, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), acenou que não poderá determinar explicitamente a ampliação do escopo da CPI da Covid para investigar estados e municípios, além do governo federal, mas que, na prática, isso poderá ocorrer sempre que se localizar “fatos correlatos” às apurações envolvendo desvios de verbas da União.

A ideia é apensar à Comissão Parlamentar de Inquérito original, pedida por Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o requerimento de CPI do senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que já contava com 41 assinaturas até o início da tarde desta terça-feira (13), e que pede a investigação de estados e municípios.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui