CRBM comemora feriadão sem óbitos e ações positivas nas rodovias estaduais

No feriado da Proclamação da República, apenas dois acidentes com feridos e dois com danos materiais


0
Foto: Cícero Copello

A 2ª Companhia Rodoviária da Brigada Militar comemora os números da Operação Proclamação da República, realizada entre 12 e 15 de novembro. Nos final de semana e no feriado ocorreram nas rodovias estaduais apenas dois acidentes com lesões e dois com danos materiais. E o melhor de tudo: sem óbitos.

Em entrevista ao programa Operação Conjunta desta quinta-feira (19), o comandante dos pelotões da 2ª Companhia, tenente Márcio Fontoura da Silveira, disse que o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) trabalha em ações externas nos horários indicados por um sistema de gerenciamento. A tecnologia mostra os pontos mais sensíveis das rodovias. “Começamos a operação antes do grande fluxo e terminamos bem depois. Então, é motivo para comemorar. É assim, com trabalho que a gente consegue esses objetivos. É para comemorar”, afirma.

A 2ª Companhia está instalada em pontos estratégicos na região dos vales do Taquari e Rio Pardo: Santa Cruz do Sul, Cruzeiro do Sul, Teutônia, Encantado e Taquari.

Dia a dia

O tenente explica que as atividades da PRE têm preocupação constante na manutenção da vida. “Estamos sempre preocupados em evitar acidentes. Temos uma ferramenta, um sistema de gerenciamento operacional que diz o local onde ocorrem os acidentes de trânsito. E baseado nisso a polícia atua pontualmente. Esta ferramenta é abastecida diariamente”, diz.

A fiscalização é maior nos pontos considerados nevrálgicos. O número do efetivo não é problema, afirma o tenente. “Os grupos rodoviários têm recebido efetivos. E esses servidores já entram no ritmo. Nós deslocamos equipes para lá. Temos pontos nevrálgicos e atuamos com radares, etilômetro”, comenta o tenente.

O comandante Fontoura lembra que existem trecho que exigem maior atenção. Na ERS-130, por exemplo, os kms 66, 69 e 78 são sensíveis a acidentalidade. “Estamos presentes nestes locais. E não estamos registrando ocorrências nestes locais.”

Condições das estradas

O comandante considera que a construção da rótula da ERS-130, próximo ao Posto do Arco, foi importante pois havia muita imprudência no local. “Por muitas vezes nos fizemos presentes naquele local. A presença da polícia inibe o condutor. Ele mesmo se torna mais proativo e evita a imprudência”, afirma.

Nós temos registros de grande número de acidentes na ERS-130, porque ela acaba sendo uma das rodovias que mais nos preocupa com relação a lesão corporal. Há imprudência, muitos motoristas invadem a pista. Na RSC-287 também é assim, mas a 130 é bem mais.

Condição das rodovias

Toda a vez que a polícia rodoviária identifica um problema, seja de buracos ou sinalização, por exemplo, o órgão responsável é notificado. “As condições da rodovia são nossa preocupação. O que dá margem para haver um acidente a gente está alertando e solicitando apoio dos órgãos competentes.”

Texto: Cícero Copello

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui