Criador ilegal de pássaros em extinção terá que pagar multa de R$ 550 mil

Foram contabilizados 200 pássaros silvestres, sendo 38 deles integrantes da lista de animais em extinção. Destes, 124 foram soltos nas proximidades de Lajeado.


0
Foto: Sema

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Lajeado, que tem a frente o delegado Dinarte Marshall Júnior recebeu o relatório da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), acerca de animais silvestres apreendidos em uma propriedade em Santa Clara do Sul, após ação realizada pela Polícia Civil no dia 15 de junho deste ano. Conforme a Secretaria, foram contabilizados 200 pássaros silvestres, sendo 38 deles integrantes da lista de animais em extinção.

Na ocasião da ação policial, após a apreensão e avaliação pelos médicos veterinários e biólogos da Sema, foi realizada a soltura de 124 aves que apresentavam condições para reintegração na natureza, em um local próximo a Lajeado.

As investigações da Draco apuraram o comércio de aves silvestres e de anilhas identificadoras de animais que já haviam morrido, oriundas de criadores licenciados que eram adquiridas pelo indivíduo alvo da operação, a fim de que fossem afixadas em animais silvestres capturados da natureza e revendidos como se fossem legalizados.

Também foi apurado que era realizado o comércio de aves silvestres não regularizadas. Assim como eram praticadas as infrações ambientais de maus-tratos contra animais, comércio e funcionamento de empreendimento sem licença ambiental com o agravante da obtenção de vantagem pecuniária. Ainda, era realizado o cruzamento de espécies sem autorização legal, gerando a chamada “hibridização de espécie”, o que pode acarretar sérios danos a biota se reinseridos no meio ambiente.

A multa ambiental que será imposta ao criador ilegal será no valor de R$ 553.790,91, além de eventual condenação por crimes contra o meio ambiente. MS

Soltura de 124 aves foi realizada nas proximidades de Lajeado

Vídeo: Sema

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui