Crise política na França ofusca os Jogos Olímpicos de Paris

Momento é provocado pela convocação antecipada das legislativas após a vitória da extrema direita nas eleições europeias


0
O presidente francês Emmanuel Macron, durante evento em Paris (Foto: Stephane de Sakutin / AFP)

A um mês dos Jogos Olímpicos, o interesse midiático em Paris é dominado pela crise política na França, provocada pela convocação antecipada das legislativas após a vitória da extrema direita nas eleições europeias.

O presidente francês, Emmanuel Macron, decidiu pela convocação após os maus resultados do seu partido em 9 de junho, que levaram a França a uma corrida eleitoral incerta que poderá terminar com a chegada da extrema direita ao poder, pela primeira vez no país desde a Segunda Guerra Mundial.

Embora o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, tenha garantido que as eleições “não perturbarão os Jogos”, a votação já ofuscou o evento esportivo na imprensa. Com a decisão de dissolver o Parlamento (após a extrema direita obter quase 40% dos votos nas eleições europeias), Macron fez uma aposta arriscada antes do evento olímpico que começa em 26 de julho, uma situação sem precedentes segundo os especialistas.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui