Crítica de Bolsonaro, deputada pode ser 1ª indígena em cargo ministerial nos EUA

Debra Haaland foi escolhida por Joe Biden para assumir o Departamento do Interior, mas ainda precisa do aval do Senado.


0
Eleita pelo estado do Novo México, a deputada de origem indígena fará parte da equipe de Joe Biden (Foto: Reprodução/Wikipedia)

O presidente eleito Joe Biden escolheu para ser sua secretária do Interior Deb Haaland, uma das congressistas mais ativas em propostas legislativas contra o governo de Jair Bolsonaro, disseram fontes próximas à equipe de transição do governo à imprensa americana. Responsável pelas terras públicas federais e reservas naturais, ela será a primeira pessoa indígena a ocupar um cargo ministerial na História dos EUA.

Embora o cargo que Haaland ocupará caso seu nome seja confirmado pelo Senado não tenha relação direta com a política externa dos EUA, a escolha reforça a ênfase que o futuro governo Biden pretende dar a temas como os direitos dos povos indígenas, a questão climática e o meio ambiente.

Em julho deste ano, Haaland liderou um grupo de deputados democratas, alinhados à ala progressista, que se mobilizou para dificultar a implementação de dois acordos entre Brasil e Estados Unidos. Os alvos dos congressistas eram o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, que viabilizava a utilização pelos EUA da Base de Alcântara , no Maranhão, e os acordos derivados do reconhecimento do Brasil como aliado preferencial extra-Otan de Washington.

“Os Estados Unidos não devem se alinhar a um líder que, repetidamente, coloca seu povo em risco, destrói o meio ambiente e viola os direitos humanos”, afirmou a deputada por e-mail ao Globo na época.

Não foi a a primeira vez em que Haaland se envolveu em temas bilaterais Brasil-EUA . No ano passado, quando chegou a se reunir no Congresso com representantes da oposição brasileira, a congressista apresentou uma emenda ao Orçamento de defesa americano para obrigar o governo Trump a fazer um relatório sobre os direitos humanos no Brasil. Após revisões, a emenda foi aprovada, e o texto sancionado pelo presidente americano.

Fonte: IG – Último Segundo 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui