Cronograma prevê duplicação de 3,5 kms da ERS-128 nos cinco primeiros anos de concessão

Atualmente, são 16,38 quilômetros de pistas simples. A rodovia deve receber um investimento total de R$ 153 milhões em 30 anos


0
Foto: EGR / Arquivo / Divulgação

Em entrevista à Rádio Independente nesta segunda-feira (19), o prefeito de Teutônia, Celso Forneck, e a vice, Aline Röhrig Kohl, destacaram a importância das obras de duplicação, ampliações e melhoras da ERS-128, a Via Láctea, previstas no projeto de concessão à iniciativa privada do Governo do RS. Conforme os gestores, assim que assumiram a condução do município, iniciaram contato com o governo do estado para a inclusão da rodovia no pacote. Forneck e Aline ressaltam que a Via Láctea é a principal rodovia de Teutônia, que passa por três de seus principais bairros.


ouça a entrevista

 


Forneck destaca que o Estado entendeu as demandas do município, tendo em vista que a ERS-128 tem um fluxo de veículos muito grande para uma rodovia simples. Por isso, tem um índice de acidentes graves altos. Pelo cronograma do Governo do RS, a rodovia deve receber um investimento total de R$ 153 milhões em 30 anos. Serão R$ 45 milhões em ampliações, R$ 27 milhões em melhoras e R$ 80 milhões em manutenções e recapeamentos.

Atualmente, são 16,38 quilômetros de pistas simples. A partir do terceiro ano devem ser duplicados 3,5 quilômetros, do km 26,77 até o km 30,27, no valor de R$ 12,5 milhões. Esse trabalho será executado do entroncamento com a Rota do Sol, próximo ao Pelotão Rodoviário da Brigada Militar, até o trevo de acesso aos bairros Alesgut e Languiru, nas imediações da Lactallis. A duplicação do trecho restante deve ser realizada a partir do 15º ano de concessão.

O projeto do Governo do RS para a ERS-128 prevê ainda:

– Uma passarela
– Três rótulas alongadas
– Cinco rótulas simples
– Três novas obras de arte especiais
– Três novos alargamentos

Confira o detalhamento das obras na ERS-128.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui