Cruzeiro do Sul adere à comissão de trabalho para compra direta de vacinas

Objetivo é agilizar a compra de vacinas sem depender do Governo Federal


0

A Administração Municipal de Cruzeiro do Sul aderiu ao consórcio, que tem como objetivo, agilizar a compra de vacinas contra Covid sem depender do Governo Federal. O termo foi assinado na tarde da última quinta-feira (4), pelo prefeito João Henrique Dullius.

O presidente da Federação das Associações dos Municípios do RS (Famurs) e prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus, se reuniu semana passada com a Associação Gaúcha de Consórcios Públicos (Ageconp) e representantes de vinte consórcios públicos do RS para a criação de uma comissão de trabalho para a aquisição de vacinas contra a covid-19. “A criação do grupo vai possibilitar uma unidade de negociação entre Famurs, Granpal e todos os consórcios públicos do RS para o estabelecimento de um modelo jurídico de negociação e aquisição das vacinas”, afirmou o presidente.

Hassen também salientou que na esta semana vai marcar reuniões com o Tribunal de Contas do RS (TCU-RS) e o Ministério Público para a construção de uma orientação segura de compra das vacinas através da união dos Consórcios Públicos. Esta semana será organizada também uma videoconferência com representantes da Pfizer para estabelecer uma negociação com este grupo. A Granpal também tem mantido um diálogo com o laboratório União Química na busca de uma organização para a negociação. Todos os consórcios públicos presentes no encontro aderiram ao novo grupo de trabalho liderado pela Famurs.

As negociações avançaram a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou estados e municípios a comprarem e distribuírem vacinas contra a a Covid-19. Essa permissão valerá caso o governo federal não cumpra o Plano Nacional de Imunização, ou caso as doses previstas no documento sejam insuficientes. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui