Debate da concessão de rodovias deve conter detalhes das obras e prazos específicos para entrega

Economista e vice-presidente do Codevat, Cíntia Agostini analisa também a parcial reforma tributária proposta pelo governo federal


0

A economista e vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Cíntia Agostini, abordou a discussão da reforma parcial do sistema tributário, e destacou o debate sobre o plano de concessão de rodovias do Governo do RS. De acordo com ela, esse é um tema complexo.

Cíntia reconhece que as concessões de rodovias ao setor privado são necessárias para qualificar a logística e fornecer maior segurança aos usuários. Porém, há detalhes que têm que ser pacificados no contrato, tanto que comunidades locais se manifestam em contrário devido à instalação de praças de pedágio.

A economista defende que se conheça melhor o tipo de obra que será executado ao longo do contrato de concessão, bem como o cronograma com prazos detalhados. Cíntia reforça que o Vale do Taquari é contra o modelo de concessão que inclua outorga e também não quer a divisão de comunidades pelas praças de pedágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui