Decisão judicial impede manifestantes de levantar cancelas do pedágio, em Venâncio Aires e Cruzeiro do Sul

De posse de uma decisão emitida pelo Tribunal de Justiça de Porto Alegre, o CRBM notificou os participantes de que as práticas estavam proibidas


1
O ato aconteceu em dois pontos (Foto: Luís Fernando Wagner)

Mobilização na manhã deste sábado (12) reivindicou melhorias, nas rodovias estaduais administradas pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), RSC’s-453 e 287, entre Cruzeiro do Sul e Venâncio Aires. O ato nasceu nas redes sociais e foi idealizado pelo empresário Adão Viana (46), morador de Venâncio Aires.

O protesto aconteceu em dois pontos. Num primeiro momento, na praça de pedágio de Vila Arlindo, entre Venâncio Aires e Santa Cruz do Sul, e depois, no pedágio de Boa Esperança, na divisa entre Mato Leitão e Cruzeiro do Sul. Porém, a expectativa de levantar as cancelas das praças dos pedágios ou interrupção do tráfego de veículos, foi frustrada pelo poder judiciário. De posse de uma decisão emitida pelo Tribunal de Justiça (TJ) de Porto Alegre, o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) notificou os participantes de que as práticas haviam sido proibidas.

O CRBM não sobe informar a pedido de quem o TJ deferiu a solicitação. Portando faixas e cartazes, os manifestantes se posicionaram as margens da rodovia, e protestaram silenciosa e pacificamente.

Não houve incidentes durante o ato, que se encerrou por volta do meio-dia. Entre as lideranças presentes na ocasião, estiveram o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Cruzeiro do Sul, Marcos Henrichsen , e o prefeito João Dullius./LF.

1 comentário

  1. Queria saber de que lado o poder judiciário está ,porque quando a estrada está ruim , não aparece nenhuma ordem do judiciário para intervir ,fazer uma manutenção,essa reclamação de estrada e valores exorbitantes que não condiz com o que é investido não é de agora ,aí quando o povo se manisfesta são barrados ,estamos vivendo uma ditadura silenciosa .

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui