Decreto desobriga o uso de máscaras em Estrela

Documento flexibiliza o uso do protetor facial, tanto nos ambientes ao ar livre como também recintos fechados, com exceção aos locais ligados ao atendimento da saúde


0
Foto: Pablo Reis / Divulgação

O prefeito de Estrela, Elmar Schneider, assinou na tarde desta quinta-feira (17) o decreto municipal nº 43, com o qual regulamenta a desobrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes ao ar livre, e também em recintos fechados. A exceção ficará por conta dos estabelecimentos de trabalho na área da saúde. Com o mesmo, as pessoas não têm mais a necessidade de utilizar o acessório, apesar de seu uso não estar proibido, for de livre escolha do cidadão e ainda ser recomendado pelas autoridades técnicas.

O documento destaca que, considerando o número de casos ativos de covid no município de Estrela, o que vem reduzindo de forma consistente desde o dia 9 de fevereiro, e sendo que a imunização com segunda dose da população adulta atingiu 98,2% do público foco; e o baixo número de pacientes hospitalizados ou em observação em razão da doença, fica estabelecido o uso facultativo de máscara de proteção individual, com exceção dos serviços de saúde em que o uso continua sendo obrigatório.

“Com a diminuição dos casos ativos de covid, com a totalidade de nossa população praticamente toda vacinada, inclusive duas doses, excelentes números da dose de reforço, e ainda com o respaldo do Centro de Operações de Emergência (COE), estamos desobrigando o uso de máscaras em ‘Nossa Estrela’, com a importante ressalva aos estabelecimento de saúde”, resumiu o prefeito.

A decisão foi tomada após o Governo do Rio Grande do Sul também anunciar, nesta terça-feira (15), o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes ao ar livre. Um decreto regulamentando a flexibilização foi publicado nesta quarta-feira (16).

A decisão foi tomada pelo Gabinete de Crise para o Enfrentamento à Covid-19, acolhendo entendimento do Comitê Científico. Uma nota técnica foi publicada com as orientações e justificativas para a decisão. Os técnicos ressaltam, no entanto, que segue recomendado o uso de máscara, mesmo em locais abertos, para pessoas com comorbidades ou que estejam apresentando sintomas gripais. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui