Degelo do Alasca acelera e pode inundar cidades litorâneas ao redor do mundo

Pesquisa mostra que, entre 2010 e 2020, as geleiras diminuíram duas vezes mais rápido do que a média registrada desde 1979


0
Foto: Divulgação

Um estudo publicado este mês na revisa Nature Communications, realizado por cientistas da Universidade de Newcastle, na Inglaterra, aponta que o campo de gelo do Alasca diminuiu duas vezes mais rápido entre os anos de 2010 e 2020 do que a média registrada desde 1979.

A pesquisa mostra que as taxas atuais de degelo, causadas pelas mudanças climáticas, podem resultar em um declínio permanente das geleiras, aumentando o nível do mar e ameaçando cidades costeiras ao redor do mundo.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui