Delegada confirma que morte de Paula Portes ocorreu por asfixia

Segundo a autoridade policial, já está comprovado que o corpo foi movimentado durante as investigações.


0
Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

No início da madrugada desta segunda-feira (17) a Polícia Civil de Soledade chegou a localização do corpo de Paula Chaiane Perin Portes (18). A jovem estava desaparecida há mais de 60 dias, desde o dia 11 de junho.

Em entrevista coletiva concedida no final da manhã de hoje, a delegada regional Fabiane Bittencourt, informou que o cadáver estava enterrado, com pedras em cima e em um local de difícil acesso, na localidade de Rincão do Bugre. A identificação aconteceu através das vestes e uma tatuagem que a jovem tinha no braço.

Apesar do corpo não estar em estado avançado de decomposição, não é considerada a possibilidade de Paula ter sido mantida em cativeiro. Segundo a delegada, ela foi morta asfixiada na noite anterior ao registro do seu desaparecimento, com um golpe conhecido por mata leão. A conservação do corpo, de acordo com a autoridade policial, vai contribuir também para a realização de exames periciais, que podem ter os primeiros resultados ainda nesta segunda-feira (17).

Conforme Fabiane, já está comprovado que o corpo foi movimentado durante as investigações e o ponto da localização seria o segundo lugar em que ele foi ocultado. Para a Polícia Civil o caso é tratado como uma queima de arquivo, pois Paula tinha conhecimento de informações que pudessem incriminar os investigados. Durante a entrevista, a delegada disse ainda que o crime foi planejado, arquitetado e premeditado. As investigações apontam a participação de quatro pessoas no momento da morte, mas não é descartada a possibilidade do envolvimento de outras pessoas no cenário de ocultação do cadáver.

Os investigados pertencem a uma facção criminosa vinculada ao tráfico de drogas. Entre eles está Micael Willian Rossi Ortiz (22), que segue foragido. Foi ele quem atraiu a vítima até o local do crime e também teria sido um dos autores do golpe de asfixia. O mentor da ação, no entanto, já está preso e é considerado um dos lideres da facção “Os Manos” no município de Soledade. AD

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui