Demora em atendimento do INSS gera indignação à população em Lajeado

Pessoas reclamam de dificuldades em marcar atendimentos.


0
Foto: Júlio César Lenhard

A agência do INSS em Lajeado é a única do Vale do Taquari com todos os atendimentos disponíveis. Além da perícia médica, a justificação administrativa, justificação judicial, avaliação social e cumprimento de exigências são os diferentes tipos de serviço disponíveis. Mas a dificuldade de algumas pessoas com as ferramentas para o agendamento dos atendimentos gera reclamações.


ouça a reportagem 

 


 

Na manhã desta terça-feira (10), conversamos com pessoas que buscavam atendimento em frente ao prédio da agência de Lajeado. “Viemos de Estrela pois lá não está ocorrendo o atendimento. Ligo para o telefone para agendar e não sou atendida. Minha filha tenta pelo site e não consegue. Me obriguei a vir pessoalmente tentar marcar, pois não me restou alternativa, já que quero apenas entregar um documento”, explica uma senhora que não se identifica.

Seu marido, que igualmente prefere não se identificar, fala que poderia haver uma estrutura melhor para acomodar os que esperam pelo lado de fora. “Minha esposa está com dor nas pernas, poderia ter um banco para sentar para os que ficam aqui. Estamos há cerca de uma hora aqui fora e em pé”, explica.

Luciana Pedó diz que busca uma revisão de certidão de tempo de serviço desde 2018 e não obtém retorno. “Estou indignada não só por mim, não há atendimento. Eu até tenho facilidade com essas ferramentas como site e aplicativo, e tenho problemas para ser atendida, imagina quem não tem facilidade”, explica.

O gerente da agência do INSS de Lajeado, José Luiz Bozetti, afirma que, além do telefone 135, existe o site inss.gov.br e o aplicativo do INSS para o auto-atendimento. “De fato, não há outros canais além desses, e o telefone é um atendimento que abrange todo o país, o que gera a demora e a dificuldade”, explica.

Bozetti explica que chegou a colocar um profissional para receber as pessoas em frente à agência para auxiliar a utilizar as plataformas para marcação de atendimento, mas foi proibido pelo INSS nacional de seguir com o método, pois o mesmo gerava filas e aglomeração de pessoas, o que em função da pandemia está sendo evitado nas agências. “Tive que abortar este atendimento. A ideia é após a pandemia instalar guichês apenas para auxílio na marcação, o que agora estamos proibidos de fazer justamente para não gerar filas”, explica o gerente que salienta que é necessário a marcação prévia de todos os atendimentos.

Ele ainda afirma que o problema não é a disponibilidade de horários para atender. “Tem horários de atendimento sobrando, o que de fato acontece é que as pessoas não conseguem marcar”, conclui. O horário para a marcação pelo telefone 135 é das 7h às 22h.

Texto: Júlio César Lenhard

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui