O depoimento de quase cinco hora do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, repercutiu na imprensa internacional. De forma geral, o encontro foi tratado como a primeira conversa entre duas das figuras mais populares do país desde o início das investigações sobre a corrupção no Brasil.


Ouça o quadro


O “The New York Times” fez um relato do encontro. Falou sobre as suspeitas contra Lula, informou que Moro lidera a maior investigação sobre corrupção da história do Brasil e contou como foi a tarde de perguntas e respostas na capital paranaense.

Em seu site em inglês, a BBC informou que o ex-presidente Lula foi questionado sobre corrupção.

O jornal espanhol “El País” diz em seu título que Lula converteu sua declaração em uma exibição de poder político.

O “China Daily” relatou que Lula enfrenta a corte pela primeira vez e que o caso atingiu patamares que dividem o público.

O “Clarín” informou sobre a bipolaridade de uma Curitiba “blindada e dividida”, mas civilizada. Focou na mobilização de prós e contra Lula e Moro, definindo o encontro como um “face a face”: um homem no papel de interrogador e outro, no de indagado.

O “Le Figaro” tratou o caso como o duelo entre as duas figuras mais populares do país. O “Le Monde” previu um futuro político incerto para Lula e o Brasil. E o “The Guardian” relatou que o encontro reuniu o presidente mais popular da história brasileira, referindo-se a Lula, e o herói nacional que prende ricos e poderosos, referindo-se a Moro. O caso, segundo o jornal, está dividindo o Brasil.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui