Deputado federal repassa valor de R$ 300 mil para setor de oncologia do HBB

Em seis anos, esta é a nona emenda destinada pelo político para a área da saúde em Lajeado


0

Uma emenda parlamentar no valor de R$ 300 mil foi repassada para o setor de oncologia do Hospital Bruno Born, de Lajeado. O ato de entrega aconteceu na manhã desta terça-feira (28), no Centro Administrativo da casa de saúde. A quantia foi viabilizada por meio do deputado federal Heitor Schuch (PSB).


ouça a reportagem

 


Anualmente, o político destina um valor para o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), que define a melhor forma de aplicação no Vale do Taquari. Segundo Schuch, neste ano, foram as constantes evoluções estruturais da unidade que justificaram a escolha.

“Todo ano, os gabinetes possuem as emendas individuais, que fazem parte do orçamento geral da União. Nós sempre trabalhamos junto com os Sindicados dos Trabalhadores Rurais e eles que indicam onde colocar esta emenda. O sindicato tinha essa informação que o HBB está construindo, evoluindo e ampliando o atendimento. Então, foi pedido que esta emenda fosse direcionada para a casa de saúde, pois teria um retorno rápido para a comunidade”, explica.

Em um período de seis anos, desde 2015, esta é a nona emenda que o parlamentar destina para a área da saúde no município de Lajeado. Somados, os repasses já superam a quantia R$ 1,56 milhão. “Nós sempre colocamos um valor à disposição da saúde de Lajeado. Às vezes o recurso vai para um setor ou outro, mas a maioria foi destinado ao HBB, pois ele é que tem o lastro maior do atendimento. Também possuem uma equipe muito boa para elaborarem os projetos e fazem uma prestação de contar irreparável”, afirma.

Segundo o presidente do HBB, João Batista Gravina, o valor é destinado para custeio. “Nós ficamos muito honrados de receber mais este valor do deputado Schuch, por mostra que a gente aplica bem o dinheiro repassada pelo governo federal. Nos orgulha esta parceria e esta lembrança da nossa instituição, que só visa o bem comunitário”, conclui.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

 


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui