Desde o início do ano, 300 pacientes nas emergências e UPAS morreram à espera de um leito de internação no RJ

Pacientes também morreram nas coordenações de emergência à espera de leitos


0
Foto: Reprodução / Shutterstock

Desde o início deste ano, 300 pacientes morreram nas emergências e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) à espera de um leito de internação no estado do Rio de Janeiro. Para muitos doentes, a espera foi longa demais. De janeiro até esta terça-feira (6), 59 pessoas morreram de Covid nas UPAs municipais e mais 93 nas estaduais. Pacientes também morreram nas coordenações de emergência à espera de leitos.

Foram 149 pessoas em seis unidades desde janeiro. Nesta terça, na capital, 235 pacientes estão na fila por uma vaga em hospitais. A rede SUS do Rio trata 1.679 com sintomas da Covid. A taxa de ocupação dos leitos de UTI chega a 94% – são 780 pessoas em estado grave. Nas enfermarias, a lotação também é preocupante: 90%.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui