“Desde os 16 anos sinto um vazio interior”: o relato de uma pessoa com depressão

A jornalista Andreia Rabaioli, conhecida como Pita, participa de um bate-papo no programa Panorama. Ela conta como enfrenta a doença.


0
Jornalista Andreia Rabaioli (Foto: Rodrigo Gallas)

“Desde os 16 anos sinto um vazio interior”, relata a jornalista Andreia Rabaioli, conhecida como Pita. Ela participou de uma bate-papo no programa Panorama, na manhã desta sexta-feira (4), onde conta como enfrenta a depressão. “A gente cresce, nasce, se reproduz, morre. Por que isso? Qual o sentido da vida?” Indaga e continua: “isso me dava um vazio interior muito grande, o que ocasionou vários quadros depressivos durante a vida.”


ouça a entrevista 

 


 

Segundo a jornalista, a depressão persiste, normalmente, por mais de duas semanas, mas a sua persistiu durante anos. A doença da Andreia é de um quadro grave, fazendo com que ela tentasse o suicídio por algumas vezes.  “Não é que a depressão é 24 horas. A vida é impermanente. Ela dói e não dói. Tudo é impermanente”, diz ao explicar que atualmente não tem mais pensamentos suicidas, por hora. “Não que eu venci ela. É minha companheira de pipoca. Fica comigo o tempo todo, mas hoje eu não tenho. Daqui um ano pode ocorrer algum evento que eu possa ter de novo.”

A sua última internação foi em 2017. Logo depois, achou no budismo uma “ajuda para desvendar os mistérios da sua mente.” Desde então, diz sentir-se bem. O auxílio profissional também a ajudou a conviver com a doença, mas ela diz ser fundamental a família entender a pessoa. “Eu só preciso de um carinho e que eu saiba que tu está comigo”, diz Pita. O que significa dizer: a pessoa com depressão precisa de alguém que saiba ouvi-lá.

Saiba mais 

Na manhã desta quinta-feira (3), a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Adulto de Lajeado, enfermeira Tatiane Marques de Castro, ressaltou o papel da família para identificar os primeiros sinais de transtornos psicológicos.

Confira:

Texto: Rodrigo Gallas
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui