Desemprego diante da pandemia tem alta de 20,9% entre maio e julho, aponta IBGE

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia.


0
Foto: (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A pandemia do coronavírus fez o número de desempregados no Brasil aumentar em 20,9% entre maio e julho. É o que apontam os dados divulgados nesta quinta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além do aumento do desemprego, a pesquisa mostrou que: Caiu em 3,5% o número de trabalhadores ocupados na comparação com maio. O país perdeu 1,9 milhões de trabalhadores informais em três meses. Houve queda de 42,6% no número de trabalhadores afastados devido ao isolamento social 3,2 milhões de trabalhadores afastados ficaram sem remuneração em julho. 4 milhões de brasileiros recorreram a empréstimos financeiros na pandemia. De acordo com o levantamento, o país encerrou o mês de julho com 12,2 milhões de desempregados, cerca de 2,1 milhões a mais que o registrado em maio, quando somavam, aproximadamente, 10,1 milhões de pessoas. Fonte: G1

Crianças com Covid têm carga viral superior à de adultos na UTI em estudo dos EUA

Um estudo publicado nesta quinta-feira (20) pela revista “Journal of Pediatrics” comparou a carga viral do Sars CoV-2 em pacientes de 0 a 22 anos com a de adultos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Os pesquisadores do Hospital Geral de Massachussetts, em Boston, nos Estados Unidos, mostraram que as crianças infectadas têm “altos níveis de vírus” nas vias aéreas e, por isso, têm uma forte capacidade de transmissão da Covid-19. A pesquisa analisou dados de 192 crianças, sendo que 49 apresentaram teste positivo para o novo coronavírus e outras 18 apresentaram um início tardio da Covid-19. A carga viral, quantidade de material genético do vírus detectada em uma determinada amostra, está relacionada com uma maior capacidade de transmissão da doença. Fonte: G1

INSS inicia hoje projeto-piloto de biometria facial

Cerca de 500 mil beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em todo o país começam nesta quinta-feira (20) a testar a prova de vida por biometria facial. Nos próximos dias, segurados selecionados pelo órgão começarão a ter acesso ao sistema de reconhecimento facial. A prova de vida digital será feita nos aplicativos do Governo Digital (Meu gov.br) e Meu INSS com o uso da câmera do celular do cidadão. Como se trata de um projeto piloto, o ícone para a prova de vida digital só estará disponível para os usuários escolhidos. A partir desta quinta, o INSS fará contatos com segurados por SMS, e-mail e telefone, convidando para a iniciativa. Para evitar fraudes e ter a certeza de que o segurado está sendo contatado pelo INSS, o órgão informa que o remetente que enviará o SMS será identificado como 280-41. Qualquer mensagem sobre prova de vida com origem em números diferentes deve ser ignorada. Quem tiver dúvidas pode ligar para o número 135 e conferir se a notificação é verdadeira. Fonte: Agência Brasil

Senado vota para derrubar veto à medida que permitia aumento de servidores

Em uma derrota para o governo, o Senado votou para derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à medida que permite reajuste salarial para algumas categorias do funcionalismo público até o final de 2021. A proposta foi aprovada pelo Congresso dentro do socorro financeiro a estados e municípios, mas acabou barrada pelo Palácio do Planalto. O governo foi pego de surpresa com a votação do Senado e pediu mais tempo para negociar. Com isso, a análise da proposta pelos deputados federais foi adiada para esta quinta-feira (20). Para um veto ser rejeitado, a decisão precisa ser tomada pelas duas casas do Congresso. O ministro da Economia, Paulo Guedes diz que o Senado cometeu um crime contra o país. (20_Correspondente12h_áudio1). O Ministério da Economia calcula que a derrubada compromete uma economia fiscal entre R$ 121 bilhões e R$ 132 bilhões, que poderiam ser poupados em 12 meses, dos quais R$ 31 bilhões só para a União.

Dezenas de milhares de pessoas fogem de incêndios na Califórnia

Um piloto de helicóptero dos bombeiros morreu em um acidente e várias casas foram queimadas no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, na quarta-feira (19), por centenas de incêndios provocados por raios. Dezenas de milhares de pessoas foram forçadas a fugir de suas casas. Quase 11 mil relâmpagos foram documentados durante 72 horas nesta semana. Essa é a maior onda de tempestades que atingiu a Califórnia em mais de uma década, que provocou 367 incêndios. Quase duas dúzias deles iniciaram grandes fogos, disseram as autoridades. Fonte: G1

Polícia Civil desencadeia operação de combate à violência doméstica e familiar contra a mulher no RS

A Polícia Civil deflagrou ao amanhecer desta quinta-feira a operação Penha com o objetivo de combater à violência doméstica e familiar contra a mulher em várias regiões do Rio Grande do Sul. Mais de 180 agentes em cerca de 60 viaturas cumpriram 62 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de prisão, sendo 17 preventivas e um temporária, além de 71 verificações de medidas protetivas de urgência e 245 verificações de denúncias de violência doméstica. A operação, alusiva ao mês de agosto no qual se celebra o aniversário de 14 anos da Lei Maria da Penha, teve a participação das 23 Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher. A coordenação foi da Divisão de Proteção e Atendimento à Mulher (Dipam) da Polícia Civil, sob comando da delegada Tatiana Bastos.  Fonte: Correio do Povo

Decreto da prefeitura permitirá abertura do comércio de segunda a sexta, em Porto Alegre

As restrições de prevenção à Covid-19 serão ainda mais afrouxadas em Porto Alegre. Nesta quarta-feira (19), a prefeitura alterou o decreto 20.625, de 23 de junho de 2020, permitindo que o comércio funcione de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. Os shoppings abrirão nos mesmos dias, mas com horário diferenciado, das 12h às 19h. Conforme a gestão municipal, o decreto entra em vigor nesta sexta-feira e também prevê que os hospitais encaminhem diariamente, até as 11h, as informações solicitadas sobre pacientes internados e aguardando leitos nas emergências hospitalares. Fonte: Correio do Povo

Cruzeiro do Sul instala dez redutores de velocidade

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul, através do Departamento de Trânsito, iniciou nesta quarta-feira (19) a instalação de elevadas e quebra molas no Centro e em bairros. Atendendo a solicitações dos pedestres e comerciantes, devem ser instalados redutores em sete pontos. Serão três faixas elevadas na parte central da cidade: uma na Rua General Neto, esquina com a Rua São Gabriel, outra em frente a Lotérica e uma terceira na Rua Dom Pedro II, saída para Lajeado. Também serão instalados cinco quebra molas inteiros e dois de uma pista, nos seguintes pontos: Rua Emílio Tretter Sobrinho próximo a entrada da antiga Prainha; na Rua Rubem Feldens, próximo a primeira parada de ônibus da Vila Zwirtes em direção a Lajeado e cinco ao longo da Frederico Germano Haenssgen: próximo a mecânica Arrancadao; na entrada do campo do 15 novembro, em São Gabriel e São Rafael, além de dois de uma pista entre o cemitério católico e a fábrica de chocolates Haensgenn. O objetivo, conforme a administração, é garantir mais segurança aos usuários e reduzir o risco de acidentes, nestes locais, tendo em vista que muitos motoristas estavam excedendo o limite de velocidade. Outros cinco redutores foram solicitados, especialmente próximo à escolas e estão em fase de estudos. AI/NR

Boletim sobre impactos econômico-fiscais da Covid-19 apresenta evolução da emissão de notas eletrônicas

A Receita Estadual divulgou na quarta-feira (19/8) a 21ª edição do boletim sobre os impactos da Covid-19 nas movimentações econômicas dos contribuintes de ICMS do Rio Grande do Sul. O valor médio diário de emissão de notas eletrônicas (NF-e e NFC-e) na última semana, entre 8 e 14 de agosto, foi 4,8% maior que no período equivalente de 2019. Essa foi a quinta semana consecutiva de variações positivas no indicador, demonstrando tendência de retomada das atividades econômicas. Entre o final de março e o início de abril, o resultado chegou a ser de -31,5%. No acumulado do período de análise, entre 16 de março e 14 de agosto, a redução é de -5,4%, representando que cerca de R$ 100 milhões deixaram de ser movimentados em operações registradas nas notas eletrônicas a cada dia. Fonte: Governo do RS

Produção e apresentação: Ricardo Sander
Próxima edição: hoje, às 18h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui