Desfiliação: Encantado e municípios do G18 deixarão a Amvat

A saída deve ocorrer a partir da próxima segunda-feira, por causa de descontentamentos com as discussões do pedágio e modelo de concessão de rodovias


1
Foto: Reprodução

Durante a manifestação realizada na manhã deste sábado (11), no pedágio de Encantado, que reuniu cerca de 300 pessoas, o prefeito Jonas Calvi afirmou que a partir da próxima segunda-feira (13) anunciará de forma oficial a saída do município da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat). Segundo ele, outros nove municípios como Roca Sales, Anta Gorda, Arvorezinha, Putinga, Relvado, Doutor Ricardo, Vespasiano Corrêa, Muçum e Ilópolis também devem encaminhar a desfiliação do grupo.

“Realmente, a palavra mais forte é indignação e uma contrariedade com esse bloco dois de concessões. Falamos em pedágio, em primeiro momento era Encantado e Cruzeiro do Sul, que tinha dificuldade nas praças de pedágio. E agora cada vez tem essa divisão no Vale do Taquari. Não encontramos apoio da Amvat, que não fez o papel dela enquanto entidade, em tentar unificar e fortalecer o Vale do Taquari. Infelizmente não encontramos uma unidade na região. Contamos somente com a presença e apoio de prefeitos da parte alta, que esta alta que está sendo prejudicada”, afirma Calvi.

O presidente do G18 e prefeito de Anta Gorda, Francisco Frighetto, também afirmou durante a manifestação em Encantado, que o grupo sairá da Amvat. São 18 municípios, sendo 15 deles do Vale do Taquari além de Santa Tereza, Guaporé e São Valentim do Sul, que não pertencem ao Vale.

Texto: Rita de Cássia e Angélica Machado
redacao@independente.com.br

1 comentário

  1. Já pagamos um monte de impostos e bolsonaro gasta tudo em motorista e campanha antecipada, sem contar Viagra e prótese peniana que comprou com nosso dinheiro. Não precisa de pedágio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui