Devido à pandemia, proprietária de Fruteira, em Fazenda Vilanova, trabalha 13 horas por dia

"Meu pai sempre diz: 'Deus ajuda quem cedo madruga'", diz Marli Azevedo


0
Foto: Joel Alves

Depois de trabalhar em fábrica de calçados e em restaurante, Marli Azevedo (48) resolveu ter sua própria empresa. Foi então que abriu uma fruteira no centro de Fazenda Vilanova, cidade onde mora.

Durante a pandemia, percebeu que em frente a sua fruteira, várias pessoas esperavam o ônibus que os levaria para as empresas. Foi então que começou a abrir suas portas às 6h, não fecha ao meio-dia e vai direto até às 19h. Este horário é no inverno, no verão vai até mais tarde.


ouça a reportagem 


 

“Faz 10 anos que tenho a fruteira e sempre levantei cedo, pois meu pai sempre diz: ‘Deus ajuda quem cedo madruga'”, fala Marli.

Apesar de ter um horário ‘puxado’, Marli trabalha sozinha, e seu companheiro é o rádio, que fica sintonizado na Rádio Independente.

Texto: Joel Alves

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui