Dez estados e o Distrito Federal devem iniciar a vacinação contra a Covid nesta terça

Os estados escolheram profissionais de saúde e moradores de abrigo, parte do grupo prioritário da vacina, para receber a primeira dose.


0
Foto: Reprodução

Dezesseis estados já têm os primeiros moradores vacinados contra a Covid-19. Até as 3h desta terça (18), 22 estados haviam recebido doses da CoronaVac; veja como está a distribuição em tempo real. Os estados escolheram profissionais de saúde e moradores de abrigo, parte do grupo prioritário da vacina, para receber a primeira dose. Em Mato Grosso do Sul, a primeira vacinada foi uma indígena. A segunda dose deve ser administrada em cerca de 21 dias. Por pressão dos governadores, o Ministério da Saúde antecipou o início da campanha de imunização — que, a princípio, seria somente na quarta-feira. O ministro Eduardo Pazuello disse que a vacinação seria iniciada a partir das 17h de segunda em todo o país. No entanto, a entrega das doses atrasou após a pasta alterar voos para os estados. Das 6 milhões de doses da CoronaVac, 4.636.936 serão enviadas aos estados brasileiros. As outras 1.357.640 distribuídas em SP, segundo o governo estadual. Fonte: G1

Vacinas da Índia não tem data para chegada ao Brasil

Nesta segunda, Pazuello foi perguntado sobre as 2 milhões de doses da vacina de Oxford que o Brasil pretende importar da Índia — o imunizante obteve aprovação da Anvisa também neste domingo. O governo mobilizou um avião no fim de semana para buscá-las, mas a Índia atrasou a entrega. Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a viagem poderia ocorrer “em dois ou três dias”. Porém, o ministro não definiu um prazo e disse que a diferença de fuso horário complica as negociações. Fonte: G1

Pazuello mente ao afirmar que ministério nunca recomendou ‘tratamento precoce’ para Covid

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, mentiu ao afirmar que o ministério nunca recomendou ‘tratamento precoce’ para Covid-19. Em 21 de maio, com Pazuello à frente da pasta ainda como ministro interino, o Ministério da Saúde divulgou uma nova versão de um documento técnico no qual recomenda que médicos receitem cloroquina e a hidroxicloroquina mesmo em casos leves de Covid-19. Já nesta segunda-feira (18), o ministro afirmou que nunca autorizou o Ministério da Saúde a fazer protocolo que indicasse tratamento. Ainda nesta segunda, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso precoce de remédio para tratar a doença. Ao aprovar o uso emergencial de duas vacinas no último domingo (17), a Anvisa afirmou que não há tratamento precoce para a doença. Fonte: G1

Brasil ultrapassa 210 mil mortes por Covid, com média móvel de 959 óbitos por dia

O Brasil ultrapassou a marca de 210 mil mortes pela Covid-19, com média móvel de 959 óbitos por dia. Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 8.512.238 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus. Onze estados apresentam alta nas mortes: MG, RJ, SP, GO, AM, RO, RR, TO, AL, PE e SE. Fonte: G1

Terremoto de magnitude 6,4 atinge a Argentina

Um terremoto de magnitude 6,4 atingiu a província de San Juan, no oeste da Argentina, próximo da fronteira com o Chile, na noite desta segunda-feira (18), de acordo com o Instituto Geológico dos EUA. O epicentro do terremoto ocorreu às 23h46 (horário de Brasília) a 29 km a sudoeste da região de Pocito e a 20 km de profundidade. Dados do USGS mostram também que uma série de tremores de magnitude inferior, entre 4,0 e 5,3, foram registrados nos minutos seguintes. Segundo o jornal argentino Clarín, o tremor foi sentido em diversas regiões do país, como nas províncias de Mendoza, Córdoba, Santa Fé, La Rioja e Buenos Aires, inclusive em bairros da capital. Em comunicado divulgado na madrugada desta terça-feira (19), o governo de San Juan informou que nenhuma morte foi registrada até o momento, mas que três pessoas, duas crianças e um adulto, ficaram feridas. Fonte: G1

Rio Grande do Sul vacina primeiras cinco pessoas contra a Covid-19

O Rio Grande do Sul viveu uma noite histórica nesta segunda-feira, 18 de janeiro. Após o início da vacinação em São Paulo neste domingo, foi a vez do Estado ter a primeira pessoa imunizada contra a Covid-19 no Estado. A cerimônia ocorreu no Hospital de Clínicas e foi transmitida online pelo governo do Estado. O evento começou com horas de atraso. Inicialmente marcado para as 17h, foi adiado por mais de uma oportunidade ao longo da tarde, por conta do atraso no voo vindo de São Paulo, com as doses da Coronavac. Nesta primeira leva, 341 mil doses foram encaminhadas ao Estado pelos órgãos de saúde responsáveis. A vacinação no Rio Grande do Sul ocorre com o imunizante do instituto chinês Sinovac, produzido no Brasil pelo Instituto Butantã. Os cinco representantes dos grupos prioritários foram imunizados simultaneamente contra a Covid-19. Fonte: Correio do Povo

Muçum planeja efetuar vacina em domicílio ou nos salões das comunidades

MUÇUM – No começo da tarde desta segunda-feira (18) a Secretaria Municipal da Saúde e Meio Ambiente de Muçum, informou que está se organizando para a realização da vacinação contra a Covid-19 no município. Conforme a pasta, será elaborado um cronograma de vacinação, conforme os protocolos do Governo Federal, estabelecendo prioridade aos idosos e profissionais de saúde. No caso dos idosos, são estudadas duas possibilidades, a de efetuar a vacina em domicílio ou nos salões das comunidades. Além disso, os primeiros a receberem a dose, serão os pacientes de Institutos de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), já que durante a pandemia foram registrados surtos nestas instituições. Conforme a secretaria da pasta, Jayana Zanuzo, o município está preparado para a primeira etapa de vacinação. CS

Produção e apresentação: Júlio César Lenhard
Próxima edição: hoje, ao meio-dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui