Dinamarca muda lei sobre estupro e passa a considerar crime o sexo sem consentimento

Pela legislação antiga, os promotores precisavam provar que o estuprador havia usado violência.


0
Foto: Reprodução

A Dinamarca mudou, na quinta-feira (17) a legislação sobre estupro no país ao criminalizar o sexo sem o consentimento explícito. A lei aprovada no Parlamento do país aumentou o número de circunstâncias que são consideradas estupros.

Pela legislação antiga, os promotores precisavam provar que o estuprador havia usado violência ou atacado alguém que não tinha condições de reagir. O ministério da Justiça estima que, por ano, 11,4 mil mulheres são estupradas ou sofrem uma tentativa de estupro no país. Segundo os dados, cerca de 1,6 mil casos são denunciados, e 314 resultaram em condenações em 2019. O país tem 5,8 milhões de pessoas.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui