Dinamarca suspenderá todas as restrições anticovid no início de setembro

"A epidemia está sob controle. Temos taxas recordes de vacinação", disse o ministro da Saúde


0
Foto: Ilustrativa / Pixabay

Graças uma considerável cobertura de vacinação, as restrições contra a covid-19 ainda em vigor na Dinamarca serão suspensas a partir de setembro, já que a doença não é mais considerada “ameaçadora para a sociedade”, anunciou o Ministério da Saúde nesta sexta-feira (27). “A epidemia está sob controle. Temos taxas recordes de vacinação. Por isso, em 10 de setembro, poderemos abandonar as regras especiais que tivemos de introduzir na luta contra a covid-19”, disse o ministro da Saúde, Magnus Heunicke, citado em um comunicado à imprensa. “A epidemia não acabou”, frisou, garantindo que o governo “não hesitará em agir com rapidez, se a pandemia voltar a ameaçar as funções essenciais da sociedade”.

Em março de 2020, a Dinamarca foi um dos primeiros países a adotar um regime de semiconfinamento, com o fechamento de escolas e negócios não essenciais. Depois de uma primeira flexibilização das medidas algumas semanas depois, voltou a endurecê-las a partir de agosto de 2020, retomando o semiconfinamento no Natal. Desde então, o país foi-se reabrindo de forma gradual, com a adoção, em abril deste ano, do “passaporte coronavírus”. Agora, seu uso é limitado.

Em 14 de agosto, foi suspensa a obrigatoriedade do uso da máscara nos transportes públicos, único local onde ainda era exigida. No dia 10 de setembro, também vai desaparecer a obrigatoriedade de apresentar o “passe sanitário” nas boates, que reabrem em 1º de setembro, e nos grandes eventos. Já estava previsto que o “passe coronavírus” não será mais necessário para o ingresso em restaurantes, academias e salões de beleza a partir de 1º de setembro. Mais de 70% da população deste país escandinavo de 5,8 milhões de habitantes está totalmente vacinada.

Fonte: AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui