Domingo com 2.236 novos casos e 17 óbitos por Covid-19 no RS

O número estimado de recuperados é de 320.382 (92% dos casos)


0
Foto: Reprodução / Shutterstock

O Rio Grande do Sul registra neste domingo (6), 4.782 novos casos de Covid-19 e chega a um total de 349.035. O número estimado de recuperados é de 320.382 (92% dos casos); em acompanhamento, 21.427 (6%); e 7.183 óbitos no total, sendo 17 deles divulgados no boletim deste domingo. Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde do RS.

Óbitos mais recentes no RS:

Alegrete (mulher, 87 anos)
Bagé (mulher,76 anos)
Bagé (homem,86 anos)
Bagé (mulher,94 anos)
Casca (mulher, 79 anos)
Herval (homem, 64 anos)
Passo Fundo (mulher, 87 anos)
Pelotas (homem, 67 anos)
Porto Alegre (mulher,66 anos)
Porto Alegre (homem, 52 anos)
Porto Alegre (homem, 81 anos)
Porto Alegre (mulher, 76 anos)
Porto Xavier (homem, 63 anos)
Rosário do Sul (homem, 81 anos)
São Gabriel (mulher, 78 anos)
São Lourenço do Sul (mulher, 83 anos)
Vacaria (homem, 76 anos)

Vale do Taquari
A Secretaria Estadual da Saúde atribui sete novos casos de Covid-19 ao Vale do Taquari neste domingo (6). Tiveram novos casos os municípios de Arroio do Meio (1), Arvorezinha (1), Progresso (2) e Roca Sales (1).
Desde o começo da pandemia, o Vale do Taquari já teve 14.037 testes positivos do novo coronavírus reconhecidos pela Secretaria Estadual da Saúde, sendo que 12.748 dos pacientes estão recuperados (90%), 1.128 casos ativos e 162 morreram em decorrência da infecção.

Brasil
O Brasil tem 176.721 mortes por coronavírus e 6.582.606 casos confirmados
até às 13h deste domingo (6), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. Desde o balanço das 20h de sábado (5), cinco estados atualizaram seus dados: GO, MG, MS, RS e TO.
No sábado (5), às 20h, o balanço indicou: 176.641 mortes por Covid-19 desde o começo da pandemia, sendo 660 nas últimas 24 horas. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 579. A variação foi de +20% em comparação à média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença após uma semana na faixa de estabilidade. Fonte: G1

Texto: Rita de Cássia
redacao@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui