Domingo com 20 novos casos de Covid-19 confirmados ao Vale do Taquari

Os testes positivos do dia são de Teutônia. Região soma 7.465 casos e tem 91% de recuperação.


0

Mais 20 testes positivos de Covid-19 foram confirmados ao Vale do Taquari neste domingo (6), pela Secretaria Estadual da Saúde. O acréscimo faz com que a região totalize 7.465 casos desde o começo da pandemia. A recuperação entre os pacientes é de 91%. Todos os pacientes do dia são de Teutônia.

Por mais que tenha confirmado 20 testes neste domingo, na tabela do Estado, Teutônia também teve nove casos excluídos na data, por duplicidade. O município totaliza 865 infecções, segundo o Piratini. No seu boletim mais recente, divulgado na sexta-feira (4), a Prefeitura de Teutônia informou que eram 839 casos confirmados. Entre eles há 806 recuperados (96%), 23 em tratamento (2,7%) e dez que faleceram (1,2%).

No Vale do Taquari o município de Teutônia é o segundo em número absoluto de casos. A primeira colocação é de Lajeado, com 2.993. O número é do Estado. Já de acordo com a administração de Lajeado são 3.014 positivos. A diferença ocorre pois a Secretaria Estadual da Saúde leva alguns dias para confirmar ou descartar as infecções relatadas pelos municípios. Ainda segundo a Prefeitura são 2.839 recuperados (94,1%), 139 ativos (4,6%) e 36 mortes (1,2%).

O Vale do Taquari tem 7.465 testes positivos da Covid-19, sendo que 6.798 pessoas estão recuperadas (91%), 566 em tratamento (7,5%) e 101 faleceram (1,4). Os dados são contados a partir de 20 de março, quando foi confirmado o primeiro caso, até este domingo.

Covid-19 no RS e no Brasil

O Rio Grande do Sul registrou 437 novos casos da Covid-19 neste domingo. Foram confirmados mais 25 óbitos ocorridos entre os dias 23 de agosto e 6 de setembro. O total de casos confirmados: é de 143.914. São 130.252 pacientes recuperados (91%), 9.923 em acompanhamento (7%) e 3.739 óbitos. A mortalidade é de 32,9 a cada 100 mil habitantes, critério que, em nível nacional, o RS ocupa na 25ª colocação. A letalidade aparente é de 2,6%.

Porto Alegre é o primeiro município gaúcho em número absoluto de casos. Soma 18.824, sendo 24 deste domingo. Também é líder em óbitos, com 761. Cinco deles confirmados neste domingo. Já em proporção a liderança é de Nova Araçá, na Serra. São 557 casos e incidência de 11.704,1 a cada 100 mil habitantes.

O Brasil tinha 4.123.000 casos confirmados até as 19h30 do sábado (5), quando o governo federal fez a atualização mais recente no site Coronavírus Brasil. São 3.296.702 pessoas recuperadas (79,9%), 700.095 em acompanhamento (17%) e 126.203 óbitos (3%). A mortalidade é de 60,1 e a letalidade de 3,1%.

Leitos de UTI no Vale

Dos 65 leitos de UTI nos hospitais do Vale do Taquari, 49 estavam ocupados por volta das 17h30 deste domingo, ou seja, 75,4%. Vinte e nove das pessoas da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão em espaços Covid-19. São 24 com confirmação e cinco com suspeita para a doença. Outras 20 estão em UTI normal, sem ligação com a doença.

O Hospital Bruno Born, de Lajeado, tem 30 leitos de UTI, sendo 20 ocupados (66,7%). São 12 pacientes na UTI Adulta e oito na UTI Covid. Há quatro com confirmação para o vírus e quatro com suspeita da doença.

O Hospital Estrela, em Estrela, dispõe de 20 leitos de UTI, sendo que 17 estão ocupados (85%). São nove na UTI Covid, sendo um com suspeita e os demais com confirmação para a doença, e oito na UTI Adulta.

O Hospital Beneficente Santa Terezinha, de Encantado, tem cinco leitos de UTI e todos estão ocupados por pacientes confirmados para a Covid-19.

Já o Hospital de Caridade São José, de Taquari, tem sete internados na UTI Covid, todos eles com confirmação para a doença. Como são dez leitos em Taquari, a ocupação na casa de saúde é de 70%.

No Rio Grande do Sul a ocupação de leitos era de 76,3%. Dos 2.481 disponíveis, 1.930 estavam ocupados. A macrorregião dos Vales, que tem 145 leitos à disposição, apresentava ocupação de 69,7%, com 101 em uso. O grupo conta com as regiões de Cachoeira do Sul, Lajeado e Santa Cruz do Sul. São 56 em espaços Covid e 45 em UTI Adulto.

Texto: Natalia Ribeiro
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui