Donos de bares buscam flexibilização do Decreto para abertura dos estabelecimentos em Venâncio Aires

A sugestão dos proprietários é de que nas canchas de bocha sejam autorizadas até 15 pessoas.


0
Foto: Vanessa Behling/AI PMVA

Na manhã desta quarta-feira (22), o prefeito Giovane Wickert e o vice-Prefeito, Celso Krämer, além de outros integrantes do Executivo, receberam donos de bares e canchas de bocha da cidade e interior do município. Os proprietários dos estabelecimentos buscam uma flexibilização do Decreto Municipal de Calamidade Pública, afim de promover a abertura parcial dos locais, que segundo eles, é sua única fonte de renda.

Segundo o Chefe do Executivo, a preocupação com esta classe é enorme, já que para muitos, a atividade é a única fonte de renda família. “Após contatos de alguns donos de bares promovemos esta reunião com um grupo que representou a todos para discutirmos algumas alternativas. Pois entendemos a angústia deles e nos preocupa muito a questão social e econômica que gira em torno destes estabelecimentos.”
No entanto, de acordo com a Fiscal de Posturas, Daniele Mohr, a atividade de bares tem sido classificada como incentivadora de aglomerações, gerando contato social.

A sugestão dos proprietários é de que nas canchas de bocha sejam autorizadas até 15 pessoas. Já dentro dos bares limite de até 20% da capacidade prevista no Alvará de Proteção e Prevenção Contra Incêndio (APPCI). Além disso, os jogos de bocha seriam, no máximo, em dupla e ingressando no estabelecimento apenas com utilização de máscaras, sem compartilhamento de utensílios, como copos e garrafas e após cada jogo seria realizada a higienização das peças usadas no jogo.

Os jogos de cartas, como também de contato físico, como futsal e futebol seguiriam suspensos, assim como qualquer campeonato. Além disso, a proposta do grupo é que seria respeitado o horário do toque de recolher, às 21h. De acordo com o prefeito Giovane Wickert, para possibilitar essa flexibilização, será necessário buscar um parecer do Ministério Público. Atualmente, segundo o Decreto Municipal baseado no que está estipulado no Decreto Estadual, o funcionamento de bares está suspenso. AI/RC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui