Draco prende possível integrante de quadrilha investigada por aplicar golpes no comércio local

Na ação desta quinta, a Draco evitou que uma rede de supermercados com atuação na região fosse mais uma vítima.


1
Foto: Draco

Na tarde desta quinta-feira (3) a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas de Lajeado (Draco) de Lajeado, desarticulou a ação de uma organização criminosa que vem aplicando fraudes eletrônicas em empresas da região.

As investigações apuraram que o grupo vinha adquirindo produtos e bens de consumo utilizando-se de documentos de terceiros e realizando compras pela internet, com pagamento de cartões de crédito clonados. As compras geraram grandes prejuízos ao comércio local e regional.

Os agentes descobriram que os criminosos utilizavam-se de dados e documentos de pessoas sem antecedentes criminais, os quais acabavam também sendo vítimas do grupo. Os criminosos usavam cartões de créditos de terceiros para efetuarem compras de alto valor em estabelecimentos comerciais da região, e posteriormente os pagamentos inicialmente aprovados eram cancelados, lesando as empresas.

Na ação desta quinta, a Draco evitou que uma rede de supermercados com atuação na região fosse mais uma vítima. Após a realização de uma transação com a documentação já utilizada em outra compra fraudulenta, os agentes rastrearam a compra, chegando a um endereço no Bairro Boa União em Estrela. No local foram recuperados os bens adquiridos e já entregues e detido o responsável pelo recebimento das compras.

O homem de 21 anos foi preso em flagrante na posse das mercadorias adquiridas de forma fraudulenta e foi autuado por receptação. Após os procedimentos na sede da Draco, o homem pagou fiança e responderá o processo em liberdade. As investigações prosseguem no sentido de identificar os demais integrantes do esquema criminoso, e, especialmente, a forma como as informações são obtidas. MS

1 comentário

  1. “…após procedimentos, o homem (o ladrão!!!) pagou fiança e responderá em liberdade!”
    É por isso que este tipo de coisa não para de acontecer.
    A pessoa que teve o cartão clonado, está agora correndo de um lado para outro para reverter tudo isso…
    Os estabelecimentos que tiveram prejuízo, se ferraram….
    E o ‘homem’ pagou fiança (provavelmente dinheiro da venda dos produtos que roubou) e está DANDO RISADA da cara da polícia, que nada pode fazer devido a nossa legislação que PROTEGE BANDIDO!!!

    NOJO, ASCO, REPUGNÂNCIA….RAIVA!!!!!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui