Drogas, arma e R$ 50 mil são apreendidos em residências de líderes de facção em Lajeado e Cruzeiro do Sul

Ação que visa combater o tráfico de drogas contou com a participação de 45 policiais civis e militares


0
Ação ocorreu em parceria com a Policia Civil e Brigada Militar (Foto: Draco / Divulgação)

Uma operação liderada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Lajeado cumpriu três mandados de busca e apreensão nas cidades de Cruzeiro do Sul e Lajeado na manhã desta quinta-feira (4). O trabalho iniciou por volta das 6h em bairros que não foram divulgados pela polícia, com foco no combate ao tráfico de drogas e dois indivíduos conhecidos por liderarem facções criminosas na região.


ouça a reportagem


 

Conforme o titular da Draco, delegado Juliano Stobbe, foram apreendidos R$ 50 mil em espécie; 69 folhas de cheque com valores diversos; celulares; 6,2kg de maconha, divididos em nove tijolos e uma arma de fogo calibre 380. “Nosso objetivo é investigação do tráfico de drogas e posse de arma, foram apreendidos bastante material, drogas, arma de fogo e dinheiro em espécie em grande quantidade”, relata.

Apesar dos envolvidos no crime estarem no local, ninguém foi preso. “Não houve possibilidade de prisão em flagrante diante das apreensões terem se dado de maneira fracionada, digamos assim, mas o inquérito terá andamento com os indivíduos indiciamentos”, explica o delegado. Conforme Stobbe, os dois homens serão ouvidos para que a polícia prossiga com a investigação. “Estão cientes do trabalho da polícia neste momento, no cumprimento das buscas e serão ouvidos na delegacia”.

Titular da Draco, delegado Juliano Stobbe (Foto: Gabriela Hautrive)

O delegado reforça que se tratam de indivíduos que ocupam posições de lideranças em organizações criminosas. “Cujas as residências se localizam em locais de áreas bastante grandes, então houve a escolha pela utilização de bastante policiais, todos eles do Vale do Taquari”. Ao todo, participaram da ação, 12 viaturas e 45 policiais da Draco, delegacias de Lajeado, Estrela, Bom Retiro do Sul, Delegacia da Mulher (Deam), Brigada Militar, Força Tática e Canil da Brigada Militar de Santa Cruz do Sul.

Essas ações em parceria é uma tônica do trabalho que vem sendo desenvolvido pela Draco, conforme o delegado. “Utilização de uma superioridade numérica, o que nós sempre procuramos fazer e agiremos desta forma”, ressalta. Para não atrapalhar a investigação, alguns detalhes como o local onde foram apreendidos os R$ 50 mil e outras dados não foram repassados pela polícia.

“Não podemos ser inocentes e achar que o crime vai terminar”

Ao ser questionado se a ação intimida o andamento do tráfico de drogas na região, o delegado respondeu que ‘não podemos ser inocentes e achar que o crime vai terminar’, porém, ressaltou que o trabalho da polícia também não vai parar. “Nós procuramos focar nessas lideranças, é uma tônica da Draco que é especializada nisso, e assim que nós vamos trabalhar, integrados com outras delegacias e com a Brigada Militar”, destaca.

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui