“É muito gratificante trabalhar aqui porque a gente faz parte de muitas ações”, diz funcionária mais antiga da Acil

A coordenadora de feiras e eventos corporativos da Acil, Loiva Wilder, atua há 17 anos na entidade lajeadense


0
Loiva Wildner atua há 17 anos na Acil (Foto: Vinicius Mallmann)

Em maio de 2004 Loiva Wildner entrou para a equipe da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil). Depois de passar por outros cargos, como o de primeira secretária da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC-VT) – criada dentro da Acil – ela hoje é a funcionária com mais tempo de atuação na entidade dentre os 14 colaboradores.

Com 17 anos de trajetória, a coordenadora de feiras e eventos corporativos da Acil diz se sentir honrada em fazer parte desta história de 100 anos, celebrada nesta quinta-feira (28). “É muito gratificante trabalhar aqui porque a gente faz parte de muitas ações. Me sinto muito orgulhosa por por fazer parte disso”, cita. Loiva conta que o fato de não ter uma rotina também é desafiador. “Não tem um dia que vou chegar aqui e vou fazer só isso. Sempre tem alguma demanda nova que a gente tem que correr atrás. A gente aprende muito, faz muitos contatos”, relata.

Apesar de ter se decepcionado com dois adiamentos seguidos das feiras da entidade por conta da pandemia de coronavírus, a vontade de inovar e melhorar segue forte. “Queremos fazer uma feira grande ainda comemorando o centenário da entidade. Estamos pensando em muitas coisas reavaliando outras”, explica.

Loiva fala dos desafios de preparar cada feira. “A cada edição muda a comissão organizadora, o presidente, apesar de muitos voluntários continuarem. E cada presidente tem o seu jeito de conduzir a feira e a gente se adapta. A gente tem que ser bastante flexível porque vem muitas ideias diferentes, mas sempre avaliar o que é melhor para cada feira. Não é tão fácil assim. É desafiador, mas sempre deu certo. É muito gratificante quando se chega ao final do evento e ver que deu certo”, ressalta.

Segundo Loiva, seu papel é deixar esses registros de uma feira para as próximas comissões. “A gente passa os dois anos já planejando. Termina uma e já pensa na outra e faz diversas avaliações.” Faltando praticamente um ano para o próximo grande evento, a Acil deve começar a estruturar mais detalhadamente a próxima feira. “Agora no final do ano a gente vai começar a intensificar novamente nossos contatos, nossa divulgação para essa edição especial que a gente vai realizar em novembro do ano que vem”. Em 2022, pela primeira vez na história, a Expovale e a Construmóbil acontecerão e um único evento no Parque do Imigrante, em Lajeado.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui