Edição de 2021 do Trem dos Vales estima a venda de 44 mil ingressos

A quantidade de passeios deverá ser maior e as datas devem ser definidas nos próximos dias.


0
Foto: Divulgação

O projeto Trem dos Vales, passeio turístico de trem pela Ferrovia do Trigo ocorrido em 2019 e 2020 – se consolidando como um dos mais belos do Brasil – deve voltar a ocorrer em 2021. Para a próxima edição, a quantidade de passeios será maior, em duas etapas e em datas ainda a serem definidas, o que deve ocorrer nos próximos dias. Mais uma vez será oportunizado aos turistas circular pelos 17 viadutos e os 21 túneis que contemplam o trajeto entre Muçum e Guaporé, passando por Vespasiano Corrêa e Dois Lajeados.

De acordo com estimativa dos organizadores e segundo o prefeito de Muçum, Mateus Giovanoni Trojan, é esperado comercializar 44 mil passagens, em cerca de 60 passeios. Os organizadores aguardam 760 pessoas por viagem e um público de 1,5 mil por dia, sem contar quem comparece a Estação Ferroviária de Muçum para receber o trem ou assistir sua partida. O preço de cada passagem deve girar em torno de R$ 130 a R$ 150, sendo vendidas pelo site da ABPF Sul.

Para Trojan, os próximos passos serão importantes para que o Trem do Vales ocorra em caráter permanente. “Nosso maior objetivo é que os passeios aconteçam com cada vez mais frequência. Com isso e alguns ajustes, acreditamos que o projeto possa se tornar a fonte de desenvolvimento para Muçum e Região que esperamos”, pontua.

Conforme o coordenador de Cultura, Turismo e Eventos de Muçum, Ivan Rodrigues, o município já inicia a preparação para o recebimento dos visitantes. Segundo ele, os contatos com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), organizadora dos passeios, é constante. “Nos próximos dias, estaremos entrando em contato com empreendedores turísticos para uma conversa, a fim de preparar o município. Os pontos turísticos passarão por uma avaliação, para recebermos o turista da melhor forma possível”, afirma.

Pandemia

Em 2020, com a pandemia, foi preciso respeitar protocolos referentes ao combate a proliferação da Covid-19, acontecendo apenas com 50% da capacidade de passageiros, obrigação do uso de máscara, disponibilização de álcool em gel, entre outras medidas. Conforme a coordenadoria do Turismo, é bem possível que novas medidas sanitárias devam ser tomadas, da mesma forma que aconteceu na edição anterior, o quê, no entanto, não impede a realização e o êxito do projeto. AI/RC

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui