Eduardo Leite projeta perdas na arrecadação e avalia auxilio federal

Reunião do presidente Bolsonaro com governadores trouxe definições nesta quinta-feira (21).


0
Do Palácio Piratini, por meio de videoconferência, governador Leite participou de reunião com o presidente Bolsonaro (Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, mais uma vez realizou uma coletiva de imprensa na rede social Facebook, na tarde dessa quinta-feira (21). Ele fez um panorama sobre a reunião dos governadores com o presidente da república Jair Messias Bolsonaro. O principal tema foi o auxilio emergencial que será repassado pelo governo federal ao estados. Ele explanou os números e projetou as perdas em arrecadação até o recebimento do valor por parte do estado.

“No final de maio, nós teremos R$ 1,7 bilhão em perda de arrecadação e, se a União repassar o que o projeto propõe, o Estado vai receber R$ 500 milhões. E quanto mais atrasar a sanção e o repasse, maior será a perda e, consequentemente, maior a defasagem, a diferença entre o que vai ser repassado e o que tivermos perdido. Então, é urgente que haja esse repasse”, ressaltou o chefe do executivo gaúcho.

Leite também ressaltou o pedido de todos os governadores para que todas as esferas do poder trabalham em uma mesma direção, pois tanto os governos municipais, estaduais e federal, trabalham para uma mesma população.

Outra novidade é justamente quanto as transmissões ao vivo pela rede social Facebook, que vem sendo diárias por parte do governador, sempre às 14h. A live de quinta-feira (21) foi a última diária. As mesmas passarão a ocorrer duas vezes por semana apenas, sempre às segundas e às quintas-feiras, também às 14h. Na sexta-feira (22), portanto, já não haverá transmissão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui