Em edição inédita, Muçum prepara Via Sacra Meditativa

Evento ocorre na sexta-feira Santa, a partir das 19h30, no Morro da Igreja Matriz, na área central da cidade. Iniciativa visa proporcionar um espaço de recolhimento e renovação espiritual em meio ao turbilhão do mundo contemporâneo


0
Foto: França Fotografia / Reprodução

Muçum se prepara para um evento de profunda reflexão e espiritualidade neste período da Quaresma. Em uma edição inédita, a comunidade se reunirá para vivenciar a Via Sacra Meditativa, uma experiência que promete tocar os corações e nutrir a alma dos participantes. Diferente das edições anteriores, o momento vai contar com breves encenações. O evento será realizado na sexta-feira Santa (29), a partir das 19h30, na rua coberta, em frente à Praça da Matriz.

A Via Sacra Meditativa é uma jornada espiritual que convida os fiéis a percorrerem os passos de Jesus Cristo desde sua condenação até sua crucificação e sepultamento. No entanto, o diferencial deste evento é a abordagem meditativa, que busca proporcionar momentos de profunda introspecção e conexão espiritual.

Durante a Via Sacra, os participantes serão guiados por diferentes estações que retratam os momentos-chave da Paixão de Cristo. Cada estação será acompanhada por reflexões, leituras de passagens bíblicas, música, teatro e momentos de oração, permitindo aos participantes mergulharem na mensagem de amor e redenção que permeia a história da Páscoa.

A iniciativa visa proporcionar um espaço de recolhimento e renovação espiritual em meio ao turbilhão do mundo contemporâneo. É uma oportunidade para os fiéis se reconectarem com sua fé, fortalecerem sua relação com Deus e encontrarem conforto e esperança nas promessas da ressurreição.

Renan Lucas Nardin, presidente da Associação Muçunense de Artes (AMA), traz esclarecimentos sobre a realização da Via Sacra neste ano, destacando as adversidades enfrentadas pela comunidade após as enchentes do ano passado. “Em virtude desses desafios, parte da cenografia e dos figurinos foi perdida, e muitas famílias envolvidas nas apresentações ainda estão em processo de recuperação, o que impossibilita a realização da encenação nos moldes habituais”, pontua.

Nardin ressalta a importância de priorizar o bem-estar e a recuperação das famílias afetadas, entendendo que a situação atual demanda solidariedade e apoio mútuo. “Nesse contexto, a Associação Muçunense de Artes optou por adaptar a Via Sacra neste ano, em respeito aos membros da comunidade que enfrentam dificuldades após as enchentes”, afirma.

A decisão de adiar a Via Sacra em sua forma tradicional demonstra a sensibilidade e o comprometimento de toda a direção e elenco com as necessidades e desafios enfrentados pela comunidade local. “A pausa temporária visa garantir que o evento possa ser realizado de maneira plena e significativa, honrando sua importância cultural e religiosa. Esse inédito formato é uma oportunidade para os fiéis se reconectarem com sua fé, fortalecerem sua relação com Deus e encontrarem conforto e esperança nas promessas da ressurreição”, garante o diretor do momento, Ranieri Zilio Moriggi.

Com duração de aproximadamente uma hora, a organização pede que a comunidade traga cadeiras para melhor acomodação. Em caso de chuva, o evento vai ocorrer na Igreja Matriz.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui