Em evento da Acil, professor da PUCRS afirma que futuro é a cooperação dos negócios

Superintendente de Inovação e Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), Jorge Audy, abordou os ambientes de Inovação e sua relação com desenvolvimento local


0
Superintendente de Inovação e Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), Jorge Audy, foi o convidado de honra da reunião-almoço promovida pela Acil e Pro_Move Lajeado (Foto: Acil / Divulgação)

Em reunião-almoço promovida pela Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Pro_Move Lajeado, nesta quinta-feira (19), o convidado de honra foi o superintendente de Inovação e Desenvolvimento da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), Jorge Audy, que abordou os ambientes de Inovação e sua relação com desenvolvimento local.

O professor destacou que o futuro será da cooperação dos negócios e não da competição e deu o exemplo de Medellín, na Colômbia. “Medellín é o melhor case da América Latina, uma cidade que passou da mais violentas do mundo, para uma das maiores referências de indústrias criativas. É a colaboração de universidade, governo, e sociedade civil organizada”, enfatiza.

Ainda falando em cooperação, Audy fez menção a três pontos importantes para a construção do futuro. “Para sermos protagonistas do futuro que queremos chegar, existem três fatores: precisamos de pessoas; de uma visão de futuro e, acima de tudo, liderança. Precisamos de liderança em cada uma das quatro hélices: liderança política, empresarial, acadêmica e liderança da sociedade civil”, comenta.

O palestrante ainda disse que todo o processo de inovação apresenta crescimento exponencial. Para ele, o desafio do Pro_Move é transformar Lajeado em uma sociedade de inovação, pois cada vez mais os processos inovadores mostram-se indispensáveis para todos os negócios.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui