Em evento virtual, Polícia Civil celebra 179 anos, entrega honrarias e recebe novos fuzis

Investimento em armamento foi de cerca de R$ 1,1 milhão.


0
Governador Leite, vice-governador Ranolfo e a chefe da Polícia, Nadine Anflor, no evento realizado em parte por videoconferência - (Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini)

Na semana em que a Polícia Civil do Rio Grande do Sul comemora 179 anos, uma série de atividades marca a passagem da data. No dia 3 de dezembro, dia da fundação, o Palácio Piratini, na capital, foi o local para a entrega simbólica de novos fuzis e da honraria máxima da Instituição – a Medalha Tiradentes. Em função das restrições impostas pelo coronavírus, toda a cerimônia foi transmitida pelo canal da Polícia Civil no Youtube.

“Ao longo desses 179 anos, a Polícia Civil existe como instituição pelos sucessivos homens e mulheres que a ela se dedicaram, à causa e à missão de proteger a vida e o patrimônio dos cidadãos gaúchos. Não é mera casualidade que o RS seja um dos cinco Estados que teve redução de criminalidade. Isso não se dá somente por uma situação extraordinária, fora das nossas atribuições, mas sim pela dedicação local, nossa estratégia de segurança pública e integração das forças policiais”, afirmou o governador Eduardo Leite.

Primeira mulher a coordenar a Polícia Civil nestes 179 anos de história, a delegada Nadine Anflor destacou a celebração da data. “Este é um momento de comemoração, de lembrarmos, sim, dos desafios, mas, principalmente, de contarmos nossas vitórias. Vitórias que, a despeito da pandemia, devem ser celebradas por toda a instituição. Seja a vitória da atuação policial cotidiana, ou no salvamento de uma vida tão importante, como a da médica Tamires, a vitória por receber um armamento qualificado, a vitória por contarmos com tão queridos amigos e apoiadores Enfim, vitórias que, por si só, fizeram o ano de 2020 valer a pena para a Polícia Civil”, disse Nadine.

Foi realizada a entrega simbólica das portarias de louvor aos agentes do Departamento Estadual de Investigação Criminal (Deic) e da 11ª Delegacia de Polícia Regional do Interior (DPRI), de Erechim, todos os homenageados representados pelo delegado João Paulo de Abreu. Os mais de 40 policiais agraciados atuaram na investigação e resgate da médica Tamires Regina Gemelli da Silva Mignoni, sequestrada em 16 de outubro, quando saía do trabalho, e mantida em cativeiro por seis dias.

“A história da Polícia Civil se confunde com a história do RS. Fui chefe da Polícia Civil e quero reafirmar o que foi dito pela delegada Nadine. Não tenho dúvidas de que é a melhor Polícia Civil do Brasil, especialmente pela dedicação e empenho dos nossos policiais, que diuturnamente protegem a sociedade gaúcha”, parabenizou o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior.

Em seguida, foi feita a entrega simbólica de 97 fuzis e de 103 submetralhadoras para delegacias voltadas ao combate a homicídios, ações criminosas organizadas, proteção ao consumidor e serviço de apoio aéreo. O investimento total no armamento foi de cerca de R$ 1,1 milhão.

“Essa é uma oportunidade para deixarmos claro a quem pretenda infringir as normas de convívio social que temos força policial, disposição e determinação para enfrentar o crime com firmeza. A melhor demonstração é a entrega deste investimento em armamento, porque sabemos que o crime se organiza, e o Estado, portanto, precisa se estruturar ainda mais. Isso simboliza o forte investimento que estamos fazendo em segurança pública para dar segurança a quem faz segurança”, ressaltou Leite.

Por fim, a maior honraria da Polícia Civil, a Medalha Tiradentes, foi entregue a 12 autoridades que se destacaram ao longo do ano por relevantes serviços prestados à causa policial.

“É um dia de comemorarmos e agradecermos a cada um desses homenageados pela parceria que traçaram com a instituição. Dia de distinguirmos algumas pessoas pelos serviços prestados à causa policial. Nossa maior honraria é a Medalha Tiradentes. Saibam que essa medalha significa nosso agradecimento por todo apoio que recebemos. Recebam nossa homenageada e sintam-se como se policiais fossem”, explicou a delegada Nadine.

Homenageados com a Medalha Tiradentes

1 – Procuradora do Ministério Público do Trabalho do Rio Grande do Sul, Sheila Ferreira Delpino
2 – Presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, desembargador Voltaire de Lima Moraes
3 – Diretora-geral do Instituto-Geral de Perícias, perita criminal Heloísa Helena Kuser
4 – Comandante-geral da Brigada Militar, coronel Rodrigo Mohr Picon
5 – Comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel César Eduardo Bonfanti
6 – Comandante Militar do Sul, general de Exército Valério Stumpf Trindade
7 – Procurador-geral do Estado Rio Grande do Sul, Eduardo Cunha da Costa
8 – Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ernani Polo
9 – Comandante da Ala 3 da Força Aérea Brasileira, brigadeiro-do-ar Mauro Bellintani
10 – Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, conselheiro Estilac Xavier
11 – Presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Dahmer Hocsman
12 – Delegado de Polícia Wilson Müller Rodrigues

Agraciadas no ano passado e que não puderam comparecer na ocasião também receberam a homenagem, como a deputada Silvana Covatti.

Armamentos

• 97 fuzis Taurus, modelo T4, calibre 5,56x45mm: investimento total de R$ 655.184,12

• 103 submetralhadoras Taurus, modelo SMT9, calibre 9mm: investimento total de R$ 453.828,30

Fonte: Governo RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui