Em Lajeado, Eduardo Leite confirma que não concorrerá nas eleições de 2022

Ele citou duas lideranças como bons possíveis nomes: o vice-governador Ranolfo Vieria Júnior (PSDB) e o presidente da Assembleia, Gabriel Souza (MDB)


0
Eduardo Leite palestrou na Acil (Foto: Divulgação / Governo do RS)

Em visita a Lajeado nesta sexta-feira (3), o governador Eduardo Leite ratificou que, após perder as prévias do PSDB para a Presidência, não será candidato à reeleição para o Governo do Rio Grande do Sul. A afirmação foi feita no fim de sua palestra da reunião-almoço da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil).

Na ocasião ele citou duas lideranças que o acompanhavam no evento como bons possíveis nomes para o sucederem: o vice-governador Ranolfo Vieria Júnior (PSDB) e o presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza (MDB).

VALE ESSA

Mais tarde, em coletiva no Hospital Bruno Born, o governador disse que também não ambiciona outros cargos. “Questionado pela rádio Independente sobre seu futuro na política, após o resultado das prévias do PSDB, que elegeram o governador de São Paulo, João Dória, a disputar a presidência pelo partido, Leite disse não ter pressa.

“Não tenho preocupação com meu futuro político imediato, não pretendo concorrer a nenhum cargo eletivo no ano que vem, vou focar em 2022 em entregar os resultados como governador, e meu futuro político a Deus pertence, a gente vai encontrar os caminhos, caminhando”, esclarece.

Leite participou da inauguração da nova emergência e do início das obras da UTI pediátrica do Hospital Bruno Born. Depois assinou, no município de Roca Sales, convênios para a pavimentação de rodovias que compõem a Rota Pão e Vinho.

Texto: Ricardo Sander
ricardosander@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui