Em reunião com sindicatos dos servidores e professores, Lajeado propõe reajuste salarial de 15%

O valor correspondente ao IPCA acumulado entre fevereiro/20 a janeiro/22


1
Foto: Ilustrativa / Divulgação

Conforme publicado em suas redes sociais, o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, esteve reunido na manhã desta quinta-feira (10), com os sindicatos dos servidores públicos municipais e dos professores para tratar sobre o reajuste salarial.

“Nossa proposta é de 15%, referente ao acumulado do IPCA de fevereiro/20 a janeiro/21 (4,56%) e fevereiro/21 a janeiro/22 (10,38%). Mantemos, assim, o padrão adotado desde 2017, tanto para a reposição salarial, como para o reajuste dos tributos municipais, que é exclusivamente a correção inflacionária medida pelo índice oficial de preços do país”, escreveu.

Lembrando que em 2021, em virtude da pandemia e da Lei Federal 173/20, não foi possível a reposição salarial, que será dada de forma acumulada agora. Garantimos assim, que os servidores tenham as perdas inflacionárias repostas com o novo valor.

O vale alimentação terá aumento real, passando de R$ 150,00 para R$ 200,00, um reajuste de 33%. Essa mudança está condicionada a adequações na lei 9077/2013 que foram debatidas e acordadas na reunião.

Outro ponto importante é que, com o reajuste, Lajeado seguirá cumprindo o Piso Salarial Nacional para os Profissionais do Magistério Público da Educação Básica.

“O impacto estimado nas contas públicas em 2022 é de cerca de R$ 20 milhões, o qual possui suporte orçamentário e atende às exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal. Felizmente, com uma gestão austera, que coloca a responsabilidade fiscal como premissa básica, conseguiremos conceder o reajuste sem causar desequilíbrio nas contas públicas ou prejudicar a capacidade de investimento com recursos próprios que recuperamos nos últimos anos”, afirma.

A proposta agora passará pela análise do Legislativo e, caso aprovada, passa a vigorar a partir de março, data base conforme o estatuto do servidor.

 

1 comentário

  1. Parabéns ao prefeito por valorizar os servidores públicos. Só penso que poderia ser 20% de reajuste ao invés de 15%. Foram 2 anos sem um aumento digno. Um município com superavit de R$ 48 milhões poderia pagar melhor os professores e demais municipários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui