Em sessão da Câmara, vereador diz que irá acionar Ministério Público para investigar falta de médicos em Lajeado

Márcio Dal Cin (PSDB) disse que prefeito adiantou que até o dia 15 de julho todos os postos de saúde do município contarão com profissionais da medicina


0
Jones Vavá (MDB) vai acionar o MP (Foto: Caroline Silva)

Na sessão da Câmara de Vereadores de Lajeado desta terça-feira (21) o vereador Jones Vavá (MDB) disse que irá acionar o Ministério Público para investigar a falta de médicos nos postos de saúde do município. “Me sinto incomodado, mas vou fazer encaminhamento ao MP para que o órgão intervenha junto ao Executivo e Secretaria de Saúde para saber por que há tanta rotatividade de médicos nos postos de saúde”, expõem.

Em contrapartida, Márcio Dal Cin (PSDB) disse que esteve em reunião com o prefeito Marcelo Caumo na tarde desta terça e o mesmo deu um prazo para acabar com a falta de médicos nos bairros. “Estivemos conversando com o prefeito hoje e ele nos colocou que até o dia 15 de julho todos os postos de saúde dos bairros estarão com médicos atendendo. No dia 15 de julho estaremos cobrando e verificando nos postos se os médicos estarão trabalhando”, afirma.

Márcio Dal Cin (PSDB) (Foto: Caroline Silva)

PPPs

O líder de governo Mozart Lopes (PP) disse que o município está fazendo um estudo para implantação, manutenção, operação e exploração da rede de iluminação pública inteligente, bem como eficientização energética de prédios públicos vinculados à administração por meio de Parcerias Público-Privadas (PPPs). “Isso engloba além da iluminação pública, praças, parques, incluindo internet. Serão 90 imóveis públicos interligados. Em dois anos, com essa empresa que nos apresentou o estudo, toda Lajeado será coberta por essas lâmpadas novas e econômicas”, informa. Lajeado será a primeira cidade do interior a contar com a rede de iluminação pública inteligente.

TCE-RS suspende licitação em Lajeado

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), determinou que Lajeado suspenda a licitação para a contratação de empresa para a elaboração de estudo hidrológico e mapeamento de áreas suscetíveis a inundações no município. O vereador Sérgio Kniphoff (PT) disse que havia sugerido para a prefeitura fazer uso de um trabalho feito por uma professora da Univates que poderia auxiliar a Defesa Civil. “Nós trouxemos aqui a informação no passado de que a Defesa Civil pudesse se informar com o excelente trabalho de uma professora da Univates, que faz um estudo sistemático com fotografias aéreas de excelente qualidade trazendo o controle das inundações em Lajeado e região”, conta.

Ecopontos

Os vereadores aprovaram um requerimento de autoria de Carlos Eduardo Ranzi (MDB) que sugere ao Executivo a criação de Ecopontos, locais que estão estrategicamente distribuídos pela cidade de Porto Alegre e se destinam a receber resíduos que não podem ser descartados para recolhimento pelas coletas regulares, domiciliar e seletiva. O vereador Heitor Hoppe (PP) disse que visualiza nos bairros o lixo descartado de forma errada. “Tenho visto pelos bairros muito lixo descartado de forma inadequada, e muitas vezes as pessoas não têm opção , por isso os Ecopontos seriam uma solução. O poder público precisa criar oportunidades para as pessoas colocarem seu lixo em locais adequados”, comenta.

Heitor Hoppe (PP) (Foto: Caroline Silva)

Texto: Caroline Silva

jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui