A Alaf perdeu mais uma partida pela Liga Gaúcha de Futsal. Diante do América de Tapera, o time lajeadense foi goleado por 5 a 2, na tarde/noite do último sábado (29), em confronto válido pela 13ª rodada.

A associação abriu o placar em contra-ataque com Biel. O quarteto titular foi substituído e a tônica do jogo manteve-se, o time de Tapera trocava passas e envolvia o adversário que marcava todo em sua quadra, dificultando a criação de oportunidades de gol. A postura defensiva da Alaf no primeiro tempo foi perfeita.

Na segunda etapa não foi diferente, mas o time lajeadense sentiu a parte física e cansou. O América aproveitou para empatar a 6 minutos do final, após jogada lateral e passe de Gurgel, Valença empatou de cabeça. No minuto seguinte, Gurgel partiu da quadra de defesa, driblou três e bateu na gaveta, um golaço de um dos craques da Liga Gaúcha.

A ALAF lançou o goleiro linha em quadra e Gurgel roubou a bola da defesa e bateu por cobertura com o gol vazio, 3 a 1 América. No abafa a ALAF descontou, mas na saída de bola Gurgel pifou Jonathan que fez o quarto do América. Faltando 2 minutos do fim, mais uma vez Gurgel roubou e bateu com o gol vazio para dar números finais à partida, 5 a 2 para o time taperense.

Ao final do jogo, cenas lamentáveis foram presenciadas por quem esteve no ginásio. Uma verdadeira barbárie. Após ser provocado por dirigentes e torcedores do América de Tapera, que estavam vencendo o jogo, o técnico Edmilson Bella foi tirar satisfação com um dirigente e ambos partiram para as vias de fato. A partir daí, uma briga generalizada entre torcida, jogadores e comissões técnicas se desencadeou. A segurança do Ginásio da Univates conseguiu na sequência conter os ânimos.

A direção da Alaf foi enfática em dizer que medidas seriam tomadas para barrar a presença do dirigente nas quadras do Rio Grande do Sul.

Com o resultado o time lajeadense é o 9º na tabela de classificação, com 14 pontos. /WS

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui